Blog do UOL Tecnologia

Arquivo : setembro 2011

Rede social permite falar mal e dar nota (ruim) a ex-namorad@s
Comentários 1

Rodrigo Vitulli

Então aquele garoto foi um verdadeiro canalha com você ou aquela garota fez de sua pessoa gato e sapato… Uni-vos, corações partidos. Deem o troco em quem não lhes deu o devido valor. Já existe uma rede social feita única e exclusivamente para falar mal (ou bem) dos ex-namorados/affairs/casos/rolos.

Qualquer pessoa que fazer o cadastro na Ex Rated poderá deixar comentários ácidos ou positivos a respeitos dos antigos namorados. Para tanto, é preciso identificar a pessoa sobre a qual você deseja escrever uma avaliação.

A intenção da rede não é todo mal. Na verdade ela também tenta fazer com que casais que não deram certo arrumem novos pretendentes. Porém, no final das contas, tudo o que se vê por lá, de acordo com o site Gizmodo US, são críticas impiedosas de pessoas ressentidas, muita fofoca e ódio no coração.

Segundo os próprios criadores do Ex Rated, a rede é um ótimo lugar para encontrar ex-namorad@s de esportistas ou músicos, compensar uma dispensa com uma indicação positiva de alguém que você tenha magoado ou mesmo conhecer a si mesmo e os próprios defeitos.

Gente, usem com moderação.

Lá do Gizmodo
Imagem:
Getty Images

 


Vídeo disponível na web mostra suposta nova versão do Android
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

Enquanto o evento da Apple sobre o novo iPhone se aproxima, Google e Samsung preparam suas garras para dar o troco. Em um evento marcado para o dia 11 de outubro (sete dias após o da Apple) as duas empresas supostamente apresentarão novidades sobre o novo sistema operacional Android Ice Cream Sandwich, que deve vir embarcado em um aparelho Samsung Nexus S ainda mais potente.

As razões para acreditar no lançamento são grandes. O Google já havia anunciado uma versão com esse codinome que seria compatível com tablets e celulares para o segundo semestre de 2011. Os rumores aumentaram ainda mais depois que um vídeo mostrando o suposto novo sistema operacional foi publicado pelo site Engadget.

No vídeo, uma mão misteriosa opera um Nexus S aparentemente com as mesmas configurações do atual, mas com modificações profundas na interface do sistema operacional.

Logo na tela de desbloqueio é possível acessar a câmera do aparelho, sem mesmo desbloqueá-lo (muito útil nos momento imprevisíveis). Além disso, nota-se recursos adicionais de câmera, um botão exclusivo do Google na tela principal, que reúne todos os aplicativos fornecidos pela empresa, e design bastante parecido com o Honeycomb, versão do Android exclusivo para tablets.

Segundo o Engadget o sujeito que divulgou o vídeo simplesmente comprou o aparelho no eBay, e ao liga-lo pela primeira vez, notou que o sistema era um pouco diferente do que conhecia. Depois de divulgar o vídeo, a fonte confirmou ao site que o aparelho foi bloqueado remotamente.

Será mesmo que esse é o novo Android? Veja o vídeo:

[uolmais type="video" ]http://mais.uol.com.br/view/12124621[/uolmais]


Homem põe o próprio dedo decepado a leilão em site para ajudar museu
Comentários Comente

Ana Ikeda

Bom, antes de tudo, um esclarecimento: o personagem em questão não arrancou o próprio dedo para vendê-lo na internet.

John Baker, aposentado por invalidez depois de perder a perna esquerda em combate, decepou a ponta do indicador trabalhando em seu museu, o Baker’s Junction Rairoad. Como os médicos não conseguiram religar o pedaço ao dedo, ele resolveu guardar a ponta mumificada em um chaveiro (bizarro) e, mais recentemente, colocar a peça à venda no eBay.

O museu de Baker, que fica na cidade de Smithville no Estado de Indiana (EUA), tem uma série de quinquilharias, a maioria delas brinquedos antigos, além de uma sala com objetos iluminados com ultravioleta… e uma casa mal-assombrada (aparentemente, o que há de mais legal no local segundo esse vídeo).

Com o dinheiro arrecadado, Baker conta que vai reformar o telhado do estabelecimento, que fica numa antiga estação de trem (antiga mesmo: 200 anos). Os lances partem de US$ 5 mil (ou arrematado por US$ 10 mil), mas até agora ninguém se interessou pela oferta. O leilão será encerrado em 6 dias.

O mais legal é a descrição do dedo:

“Condição do item: usado”


Lá do Geekosystem.

Imagem: Reprodução


Pulseira compatível com iPhone mede qualidade do sono do usuário
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

Uma notícia do UOL de 20 de julho de 2011 traz a seguinte manchete “Compadre Washington enfrenta dificuldades para dormir”. O que o sono de beleza do cantor tem a ver com o Gigablog? Bem, nada. Mas se ele estivesse usando o acessório “Zeo Sleep Manager Mobile”, para iPhone, certamente poderia lidar com o problema de insônia mais facilmente.

Anunciado nesta quarta-feira (28) pela empresa Zeo, o acessório é uma espécie de pulseira eletrônica que se conecta ao celular do usuário por meio de um aplicativo próprio e transmite informações a respeito de sua noite de sono. A pulseira mede, por exemplo, quanto tempo o usuário passou em estado profundo de sono, ou se teve interrupções corriqueiras.

As informações são posteriormente sincronizadas com o site da empresa, que irá gerar relatórios sobre a qualidade do sono de seus clientes. Com base nos dados, o usuário poderá tomar atitudes que diminuam a probabilidade de se ter uma noite mal dormida, como evitar cafeína, estresse ou álcool. Além disso, também é possível estabelecer metas e gerenciar mais facilmente as horas de sono.

O Zeo está disponível para pré-venda no site oficial da marca por US$ 99. Por enquanto, somente o sistemas iOS (iPhone, iPad e iPod Touch) são compatíveis com o acessório, mas a empresa promete uma versão para Android em breve.

Está vendo só, Compadre Washington. Só porque você foi eliminado da “A Fazenda”, isso não quer dizer que você não pode ter uma boa noite de sono.

Lá do Cnet
Imagem: divulgação

 


Designers simulam como as grandes marcas poderiam usar o novo perfil do Facebook
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

“Todos discorda” do novo layout de perfil do Facebook.  A novidade apresentada pelo próprio Zuckerberg na última quinta-feira (22) ainda não foi completamente digerida pelo público e deve gerar uma comoção ainda maior quando for aberta definitivamente. Nossa pesquisa interna, com mais de 3 mil votos, mostra que quase 50% desaprovam as mudanças.

E se olharmos o lado positivo disso tudo? Sim, faça o exercício de colocar de lado a possível falta de privacidade e intromissão dos novos serviços do Facebook e pensa nas possibilidades. Pense, por exemplo, como as pessoas poderiam ilustrar ainda mais o próprio perfil com imagens grandes e vistosas (afinal elas já estão na web de qualquer jeito, o que mudou foi o destaque).

Pense como as empresas poderiam utilizar a customização do perfil em benefício próprio. Será que o resultado seria mais ou menos como as imagens abaixo? O site norte-americano Mashable pediu a agências de publicidade e designers para que soltassem a imaginação sobre como as grandes marcas poderiam usufruir do novo layout. E o resultado é inspirador.

Para os que insistem em bancar os heróis da resistência, sempre tem o Orkut, o MySpace e, olha só, o Google +. Os primeiros pararam no tempo (talvez você goste). O último grita escandalosamente por atenção, mas ouve ecos da própria voz.

Confira como as marcas podem customizar a página

Veja Álbum de fotos

Lá do Mashable
Foto: Paul Sakuma/AP

 


Aplicativo polêmico oferece questionário para descobrir se seu filho é gay
Comentários Comente

Guilherme Tagiaroli

Mais um aplicativo entra para o grupo dos programas controversos para celular. Depois do teste para saber se você é judeu ou não, ou do aplicativo que prometia curar gays, o mais novo aplicativo a causar polêmica é o “Is my son gay?” (O meu filho é gay?).

O programa, que é uma versão de um aplicativo francês de mesmo nome, entrou no domingo (25) na Android Market (loja de aplicativos) e promete , com apenas 20 questões, informar um pai ou uma mãe se seu filho é gay ou não.

Algumas perguntas que ajudam a definir se seu filho é gay ou não: Ele gosta de futebol? Seu filho lê revistas de esporte?  Ele já apresentou alguma namorada a você? Ele gosta de comédias musicais?.

As perguntas não dizem respeito apenas aos filhos, mas também aos pais que responderem. Exemplo: você é divorciado?  Antes de ele nascer, você gostaria que ele fosse menina? Você já se perguntou sobre a orientação sexual do seu filho?

Após essa sabatina de 20 perguntas, o programa exibirá a probabilidade de seu filho ser gay ou não.

O programa, que logicamente é uma brincadeira, tem causado polêmica entre publicações que cobrem assuntos relacionados ao público gay. “O aplicativo é baseado na ciência da preguiça e em estereótipos ofensivos”, analisa a revista “Instinct Magazine”. O site americano Jezebel definiu o programa como “horrível” e com “questões estereotipadas.”

Os desenvolvedores do site, após toda a polêmica, responderam a um pedido do blog “Huffington Post” para que eles comentassem a polêmica. “O aplicativo foi pensado para ser uma forma de brincadeira. Ele não foi feito baseado em pesquisas científicas”, disse um dos desenvolvedores.

O aplicativo está disponível na Android Market por R$ 4,91.

__

Lá do Huffington Post

Imagem: Divulgação.


‘Novo Facebook’ mostra quem não quer mais ser seu amigo na rede
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

Se você é um dos entusiastas do novo layout do Facebook, saiba que além de todas as funcionalidades apresentadas na última quinta-feira (22) por Mark Zuckerberg, o “dono” da rede social, pode estar embutida uma “falha” um tanto desagradável (dependendo do ponto de vista). Segundo os sites de notícias norte-americanos Gizmodo e The Next Web, o novo perfil permite visualizar qual de seus contatos deletou você na rede. E vice-versa.

E a maneira que isso ocorre é extremamente simples. Para saber quem não deseja mais manter contato na rede social, tudo o que o usuário precisa fazer é selecionar uma data do passado na Timeline, algo como 2007.

Depois, escolher o relatório da rede que mostra com quantos contatos você fez amizade no período. Ao clicar, o Facebook exibe uma lista com os nomes correspondentes. Aqueles que estiverem com a mensagem “Add as a friend” (Pedido de amizade, em português) são aqueles que o deletaram. Oh, vida cruel. :-(

Calma, senhores. Não é o fim do mundo. Você também pode conquistar novos 300 amigos dizendo para todos o que você está ouvindo, comendo, cantando, assistindo, lendo, rezando….

Lá do Gizmodo/The Next Web
Imagem: reprodução

 


Simulador de gravidez para homens “chuta”, “incha os seios” e reproduz peso do bebê
Comentários 4

Rodrigo Vitulli

Estar grávida é uma experiência incrível que somente as mulheres podem experimentar. Esta alternativa está:

a)     Correta

b)     Falsa

c)      Meio certa. Afinal, cientistas japoneses já conseguem “engravidar” virtualmente um homem.

d)     N.D.A

Sim, letra “C”. Cientistas japoneses do Instituto de Tecnologia de Kanagawa criaram um simulador de gravidez para homens (mas também pode ser usado por mulheres). O “Mommy Tummy” é uma espécie de cinta abdominal com elementos eletrônicos capaz de simular os sintomas de uma gravidez.

Para mostrar aos homens o que é ter um bebê se mexendo dentro de si, os cientistas adicionam pequenas bolsas de ar, que inflam aleatoriamente para simular movimento e pressão. Bolsas de água internas aquecem o líquido para dar sensação de temperatura e peso.

A cinta também tem compartimentos na altura dos mamilos (polêmicos!!), que incham, dando a sensação de seios com leite materno. Todos os sintomas podem ser programados para equipará-los aos sintomas de qualquer período da gestação, desde bebês pequeninos até prontos para nascer.

De acordo com um dos idealizadores do “Mommy Tummy” (Barrida da Mamãe, em português), Takayuki Kosaka, o próximo passo é programar um modo de sincronizar uma gravidez real com o simulador, para que o marido ou companheiro sinta as exatas sensações que a futura mãe.

A seguir, um vídeo sobre como funciona o “Mommy Tummy”. Está em inglês, mas as imagens são praticamente autoexplicativas:

[uolmais type="video" ]http://mais.uol.com.br/view/12096249[/uolmais]

Lá do Engadget/DigInfoTV
Imagem/vídeo: reprodução DigInfoTV

 


Homem troca o rosto com o de celebridades – e sem fazer cirurgia plástica
Comentários Comente

Ana Ikeda

Substituir o próprio o rosto pelo de celebridades é algo bizarro (e desejo de muita gente por aí em cirurgias plásticas =/). O designer Arturo Castro inventou um jeito de fazer exatamente isso, mas sem bisturi. Com uma câmera e um software de reconhecimento facial, ele conseguiu com que rostos de celebridades fossem mesclados ao dele. Em tempo real!

Segundo ele descreve no seu canal no Vimeo, a “mágica” (também conhecida como “realidade aumentada”) acontece graças ao aplicativo Face Tracker, que identifica os parâmetros dos rostos e depois os combina a foto com o dele no vídeo.  Com a ajuda de um algoritmo que interpola cores, surge então o efeito de mistura entre as duas faces.

É impressionante, acompanhe o vídeo:

[uolmais type="video" ]http://mais.uol.com.br/view/12095011[/uolmais]

 

Lá do Huffington Post

Imagem: Reprodução


Tema para iPhone reproduz sistema operacional dos Macs (jailbreak)
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

É inegável que os designers do novo sistema operacional para Macs, Mac OS X Lion, beberam na fonte do iOS. A inspiração é direta: controles realizados com gestos simples e o LauchPad são praticamente reproduções do que acontece no iPhone e iPad, só que nos computadores. E se fosse o contrário?

Os hackers do grupo DreamBoard resolveram sair da suposição e criaram um tema visual para iPhone que é praticamente uma cópia do Lion. Para utilizá-lo o usuário precisa ter feito o jailbreak (modificação que permite a instalação de aplicativos não oficiais) no iPhone.

Mas a brincadeira vai além de ser um simples tema e adiciona funcionalidades realmente interessantes ao celular. Por exemplo: é possível acessar arquivos internos do iPhone utilizando a interface gráfica no próprio celular, minimizar e organizar arquivos em janelas, configurar um Dock exatamente igual ao do Lion, além de permitir acessar e-mails e mensagens diretamente da tela de travamento.

Confira no vídeo abaixo (em inglês):

[uolmais type="video" ]http://mais.uol.com.br/view/12089617[/uolmais]

Se você tem um iPhone desbloqueado e está supercurioso para instalar o tema, siga as instruções disponíveis no site Lifehacker (por sua conta e risco, ein ;-) )

Lá do Engadget
Imagem: divulgação