Blog do UOL Tecnologia

Arquivo : novembro 2011

Passageiro de 1a classe é preso por ver pornografia infantil em seu notebook nos EUA
Comentários 1

Guilherme Tagiaroli

Comprar um tíquete no avião de primeira classe traz grandes vantagens ao passageiro como maior espaço para as pernas (em viagens longas, espaço faz uma falta danada), dá o direito de escolher exatamente o que você quer ver, sem contar no sacrossanto direito ao silêncio (acredite: nem sempre é legal ter alguém ao seu lado dentro de um avião). No entanto, a primeira classe não é terra de ninguém.

Por mais que quem esteja nesta área do avião goze um pouco mais de privacidade, um passageiro nos Estados Unidos foi pego vendo “imagens ilícitas” em seu notebook. Ele estava vendo pornografia infantil.

Grant Smith, 47, foi dedurado por um passageiro que, provavelmente, passou pelo corredor e viu as imagens no computador de Smith. A companhia aérea avisou a polícia de Massachussets, que o prendeu no último sábado (26) assim que desembarcou. Ele ainda tentou apagar as imagens, mas a aeromoça pediu para que ele desligasse o computador imediatamente.

A polícia prendeu Smith por posse de pornografia infantil e a expectativa é que ele seja solto ainda nesta semana. Para sair da cadeia, ele deverá pagar uma fiança de US$ 75 mil e ainda não poderá estar na presença de outras crianças sem supervisão.

__

Lá do Gawker e da Fox

Imagem: Reprodução/The Blaze


Depois de sushi e drenagem, sites de compras coletivas oferecem viagem ao espaço
Comentários Comente

Juliana Carpanez

Neste ano, os sites de compras coletivas fizeram a alegria dos internautas que conseguiram grandes descontos para comer sushi e fazer drenagem linfática. Fizeram também a tristeza daqueles que compraram itens com qualidade aquém da prometida. Numa prova de que o céu é o limite para esses produtos e serviços negociados online no atacado, um site anunciou uma viagem para o espaço com 27% de desconto: de US$ 130 mil por US$ 95 mil. Isso mesmo.

O anúncio – que até a tarde desta segunda (28) tinha zero compradores – promete uma viagem a 55 km acima da Terra e duas vezes a velocidade do som. Intrigado com a oferta (podemos usar a palavra “surreal” aqui, produção?), o Gigablog entrou em contato com a agência We Love Travel, por trás do anúncio, que confirmou as informações.

O desconto, no entanto, não é tão grande como o divulgado (ah, esses sites de compras coletivas e suas ofertas maravilhosas…). O voo pela Xcor Aerospace, a mesma empresa que levaria os internautas ávidos por economia à órbita terrestre, custa US$ 95 mil. O voucher do site ainda inclui cinco diárias em um resort em que a diária mais cara custa US$ 199).

Ou seja: não precisa decidir nada com pressa. Se perder a oferta que encerra ainda nesta segunda, você conseguirá criar por cerca de US$ 96 mil seu próprio pacote. #ficadica


Dia de fúria: britânico arremessa computadores, impressoras, mesas e cadeiras do 10º andar
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

Qualquer computador “lentium” é um exercício de paciência. A vida é difícil com um computador que não colabora. Mas por mais lento que seja, nós, amantes da tecnologia, achamos que os computadores merecem respeito. Seja quais forem os motivos de um sujeito inglês de Bristol, cidade localizada a sudoeste da Inglaterra, ele quebrou todas as regras de decoro com a tecnologia ao arremessar computadores, cadeiras e extintores de incêndio do 10° andar (cerca de 80 metros) do prédio onde trabalhava.

Segundo relatos de testemunhas, o homem, que não teve o nome divulgado, entrou na empresa em que trabalhava, começou a quebrar objetos e gritar bastante. Depois, acionou o alarme de incêndio, o que fez as pessoas que estavam no edifício começassem descer prontamente. Quando todos estavam em frente ao prédio sem entender o que estava acontecendo, o homem passou a jogar computadores, extintores e todo o tipo de objeto em cima deles. O incidente aconteceu nesta quinta-feira (24).

De acordo com informações do jornal “Daily Mail”, impressoras, monitores, computadores, cadeiras, mesas e extintores literalmente voaram pela janela do prédio em Bristol, na Inglaterra. Bombeiros e pessoas que estavam entre as pessoas que deixaram o prédio tiveram ferimentos leves. O homem de 49 anos só parou com o ataque de fúria quando um bombeiro invadiu o andar e o retirou à força. Ele foi detido e liberado após o pagamento de fiança.

Não se sabe o motivo de tanta bronca. Mas alguém precisa apresentar o clássico “Angry Birds” para esse homem. Além de brincar de destruição, o joguinho ainda pode distraí-lo um pouco….

Lá do Daily Mail
Imagem: reprodução

EXCLUSIVO (ok, nem tanto) : temos o vídeo do exato momento da fúria

[uolmais type="video" ]http://mais.uol.com.br/view/12303311[/uolmais]

PS: é brincadeira, o vídeo acima circula há muito tempo na internet, mas que é hilário é!


Homem é condenado a 20 anos de prisão por enviar SMS difamando rei da Tailândia
Comentários 1

Guilherme Tagiaroli

A vida não está fácil para quem vive na Tailândia. Além de estarem com problemas sérios de alagamento desde setembro, os cidadãos do país asiático não podem nem reclamar da família real, mesmo na “esfera privada”, sob o risco de serem presos.

Uma das vítimas desta lei do país foi o motorista aposentado Ampon Tangnoppakul, 61. Ele foi condenado a 20 anos de prisão nesta quarta-feira (23) por ter trocado quatro SMS – 5 anos de detenção por cada mensagem.

O conteúdo? Ele, supostamente, difamou e ameaçou o rei Bhumibol Adulyadej (imagem ao lado) e sua esposa em uma troca de mensagens com um funcionário do Governo.

“Ele insiste que nem sabe como enviar uma mensagem. Ele ainda disse que ama o rei”, disse o motorista preso, por telefone, ao seu advogado.  As mensagens não foram divulgadas pelo juiz do caso.

Além disso, o juiz que decidiu a sentença de Ampon recusou o argumento dele de que na época do envio (maio deste ano), o aparelho estava em manutenção. Esta época coincidiu com uma série de protestos de cidadãos contra a monarquia no país.

No início do ano, segundo o jornal “The New York Times”, o governo tailandês iniciou uma guerra contra sites que insultavam a família real. Em muitos casos, as autoridades do país chegaram a restringir o acesso às páginas.

Já pensou se isso acontece no Brasil? Se tivesse uma lei que impedisse a gente de “falar mal” dos políticos?

___

Lá do The New York Times

Imagem: AP/Thai Royal Household.


Energético inspirado no Facebook promete “energia social e gosto de amizade”
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

“Ele dá energia social. Dá gosto de amizade”. Esse slogan ‘redéééculo’ pertence a um produto não menos  bizarro. Você, que vara madrugadas curtindo diariamente dezenas de fotos no Facebook, agora pode ‘beber’ a rede social e não morrer de sono durante a aula. Facedrink é um energético que chegou para revolucionar a maneira como interagimos com bebidas (tsc tsc tsc)…

O energético está à venda na Amazon por US$ 3 a garrafa, mas é impossível prever por quanto tempo. O produto não tem licença alguma para usar o nome da rede e jamais foi aprovada por Mark Zuckerberg, o “dono do Face”. Para deixar ainda tudo mais estranho, o criador da bebida utilizou as cores, fontes e até o botão “adicionar amigo” da rede social.

Os comentários sobre o produto na Amazon mostram que ninguém quer ser muito amigo do Facedrink. Nenhum dos depoimentos reconhece as capacidades energéticas da bebida. Um deles, um pouco mais revoltado, chegou a dizer que era uma das piores coisas que já bebeu na vida.

Ainda assim, o fabricante parece decidido e orgulhoso sobre os poderes da bebida: “Facedrink provém a energia extra necessária para ser social ou para lidar com o chefe”. (gênio do marketing)

O produto parece uma brincadeira sem graça, mas a julgar pelos comentários na Amazon, algum maluco possivelmente pensou que poderia ser genial e concretizou a ideia.

Lá do TechCrunch
Imagem: reprodução

 


Especialista em sono: tem quem mande mensagem de texto até dormindo
Comentários 1

Juliana Carpanez

Vem aí mais um motivo para você se preocupar (oba?). O especialista australiano em sono David Cunnington revelou ao jornal “Daily Mail” o estranho – e felizmente incomum — hábito que algumas pessoas têm, de enviar mensagens de texto enquanto dormem. “É uma dessas coisas que acontecem, mas é algo raro”, afirmou Cunnington, do Centro de Distúrbios do Sono de Melbourne, deixando assim a gente dormir em paz.

Semelhante aos bêbados, essas pessoas não têm a menor ideia do que estão escrevendo antes de apertar o botão “enviar”. Para os digitadores acometidos pelo problema, o especialista aconselha deixar o celular fora do quarto.

Segundo o médico, esse é um sintoma de que a pessoa está muito sobrecarregada. “Ela tem tanto para fazer durante o dia que pode se sentir ‘de plantão’ à noite”, afirmou. “Como é muito comum receber e-mails e notificações dos smartphones constantemente, ficou mais difícil separar os períodos de nossas vidas em que estamos acordados e em que dormimos.”

Ainda não há estudos sobre o caso. Mas há — pasme! — uma pesquisa de 2008 sobre pessoas que enviavam e-mails também enquanto dormiam (e você aí, cheio de pendências no seu Outlook…). A Universidade de Toledo relatou à época o caso de uma mulher que escrevia mensagens aparentemente dormindo e, quando acordada, não se lembrava de nada. #tenso

Lá do Daily Mail
Foto: ThinkStock


Microsoft oferece bacon para engenheiros das concorrentes trocarem de emprego
Comentários 2

Guilherme Tagiaroli

Barraca de Bacon em frente à sede da Amazon.com em Seattle tenta atrair talentos da empresa

A briga por profissionais qualificados na área de tecnologia já fez as empresas, para se tornarem mais atrativas, colocarem videogame nas dependências e até oferecer lavanderia grátis para os funcionários. No entanto, a Microsoft para atrair talentos da concorrência está oferecendo: Bacon (!).

O fato é que a agência de publicidade Wexley School for Girls, contratada pela Microsoft, instalou barraquinhas que distribuem bacon frito na hora em frente à sede da Amazon.com em Seattle, nos Estados Unidos. As barraquinhas começaram a botar o bacon na chapa estrategicamente próximo ao horário do almoço – por volta das 11:20, segundo o jornal “Seattle Times” – nesta segunda-feira (21).

O lema da campanha publicitária para roubar os talentos da concorrente é: “Wake up and smell the future” (Acorde e sinta o cheiro do futuro, em tradução livre).

A ação inusitada passará ainda por outras sedes de companhias gigantes de tecnologia como Adobe e Google. E o objetivo dela é atrair engenheiros para a equipe de desenvolvimento do sensor Kinect, da Microsoft. A empresa quer dobrar o número de pessoas dedicadas ao produto, que atualmente conta com 35 profissionais.

__

Lá do Seattle Times

Imagens: Reprodução/Seattle Times

Tags : microsoft


Acessório adiciona nove lentes à câmera do iPhone e cria Instagram “real”
Comentários Comente

Rodrigo Vitulli

 

Procure na App Store, existem centenas de aplicativos capazes de dar uma cara “retrô” à câmera do iPhone. Nenhum deles consegue atingir o grau de realismo que as lentes intercambiáveis Holga conseguem, pelo menos é o que diz o fabricante.

O acessório é uma capa esquisita para iPhone 4 e 4S com nove diferentes lentes que podem ser alteradas ao girar uma espécie de roda localizada na parte traseira do acessório (até parece aqueles telefones antigos, né?). É quase um Instagram de verdade.

Os efeitos de lente variam entre uma borda colorida até a duplicação total da imagem captada pela câmera. Com o efeito mais legal, o iPhone vira uma verdadeira lente de aumento para capturar objetos pequenos.

O brinquedinho não é assim tão barato, mas pode ser uma boa ideia para presente de Natal ou amigo secreto: custa US$ 50 na loja oficial do fabricante.

Lá do Engadget
Imagem: divulgação

 


Ator George Clooney está cotado para viver Steve Jobs no cinema, diz revista inglesa
Comentários 1

Guilherme Tagiaroli

George Clooney (esq.) e Noah Wyle (dir.) em destaque na capa do filme “Piratas do Vale do Silício”

O ator George Clooney, 50, é conhecido por dividir sua vida em “arrebatar o coração das moçoilas” e em vender cafeteiras sofisticadas e caras nas horas vagas. No entanto, o ator americano quer ir além: não bastasse a pose de símbolo sexual, agora Clooney está cotado para ser Steve Jobs no cinema!

A informação foi dada pela revista britânica “Now”, especializada em fofocas notícias sobre celebridades.

Segundo a publicação, Clooney está concorrendo simplesmente com Noah Wyle, seu ex-parceiro do seriado “ER” (conhecido no Brasil como “Plantão Médico”).

O problema da concorrência de George Clooney ao papel é que ele, praticamente, está tentando tirar o posto do “sósia oficial de Jobs”. Digo isso, pois Noah Wyle atuou como Steve Jobs no filme “Piratas no Vale do Silício”, que conta a história da evolução de algumas empresas de tecnologia como Apple e Microsoft.

Para piorar a situação [para o Clooney, é claro], o próprio Steve em vida já tinha aprovado a atuação de Noah Wyle. O fato é que durante a abertura da Macworld 1999, evento oficial da Apple para apresentação de novos produtos, Steve Jobs chamou Noah Wyle (vestido de Jobs) para dar início à palestra inicial do evento. (Clique aqui para ver um trecho da apresentação).

(Pequeno parêntese: neste ano, outro chefão do mundo da tecnologia fez algo parecido. Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, chamou o ator Andy Samberg (do programa humorístico “Saturday Night Live”) para dar início à apresentação de novos recursos da rede social).

O filme sobre Steve Jobs deve ser filmado pela Sony, que recentemente comprou os direitos do autor da biografia sobre o cofundador da Apple, no próximo ano.

____

Lá do Mashable

Imagens: EFE/Fox e Reprodução.


Viciada em tecnologia, Ana Maria Braga esconde iPad e fica 24 horas desconectada
Comentários 1

Rodrigo Vitulli

Dentre todos os apresentadores da TV Globo, talvez o que menos aparenta é o mais dependente da tecnologia. Ana Maria Braga, a simpática apresentadora que alegra (depende do ponto de vista)  as manhãs de milhares de brasileiros não consegue passar mais de 24 horas desconectada e longe de seus aparelhos eletrônicos – ou deveria dizer produtos da Apple?

Na manhã da última quarta-feira (16) , Ana Maria aceitou o desafio de passar um dia inteirinho sem seus (a gente contou) dois iPads 2, dois iPhones, um Nextel e um MacBook Pro de 15 polegadas.  Talvez, se existisse um iPhone com Nextel, seria usado pela apresentadora. Todos os aparelhos foram guardados em uma caixa com cadeado supervisionada por integrantes da produção de seu programa. A chave foi entregue ao Louro José, o personagem em forma de papagaio que anima o programa matinal.

A primeira dificuldade encontrada por Ana Maria Braga foi usar o telefone de mesa. “Como tecla isso aqui, gente? Tem que apertar o zero? Eu não me lembro os números de cor”, diz Ana Maria referindo-se ao número da própria casa. Como culpá-la? Com apenas três ou toques na tela do celular é possível ligar para qualquer contato sem nunca decorar o número.

Quando já se passavam duas horas de jejum tecnológico, Ana Maria preocupou-se com seu corpo. Segundo ela, ficar sem teclar, conferir Twitter e redes sociais a obrigará, quase que automaticamente, a comer sem parar. Mas isso, ela tirou de letra e controlou os impulsos.

Dizer que a apresentadora aboliu a tecnologia completamente de sua vida é, no mínimo, discutível. Tablets e smartphones ficaram guardados em uma caixa, mas Ana Maria passou parte do tempo de lazer se divertindo com uma bela televisão de LCD com, vejam só, uma Apple TV 100% conectada. A televisão da Apple, disponível só para quem tem uma conta internacional da Apple, faz o download de vídeo pela internet conforme o gosto do usuário (bem parecido o serviço da Netflix).

No programa desta quinta-feira (17) Ana Maria Braga fez um balanço das penosas últimas 24 horas. Em determinados momentos, ela diz ter se sentido inútil, aflita e com dores de cabeça por não conseguir responder e-mails ou não lembrar os números de telefone de pessoas que gostaria de conversar: “A gente não percebe e fica numa dependência legal [no sentido de forte]”.

 

Passada as 24 horas combinadas, Ana Maria mostrou sinais de irritação com as brincadeiras da produção e do Louro José, que diz ter perdido a chave: “Eu vou quebrar aquela coisa ali”, reclamou a apresentadora apontando para a caixa. Já da posse da chave, Ana Maria retirou os aparelhos de dentro afoita como Pandora, da mitologia grega, ao abrir a famosa caixa com os sentimentos e qualidades humanas.

Ao apertar o botão de ligar do MacBook Pro que estava em modo de hibernação exclamou eufórica: “Ligoooooooou!!!” (dava para notar sua pontinha de felicidade) A súbita alegria deu espaço a uma preocupação: “Estou baixando 4.881 e-mails. Será que todo mundo resolveu me mandar e-mail justamente no dia que eu não estava usando o computador?”


A aflição descrita por Ana Maria Braga acometeria boa parte da população mundial que depende diretamente de computadores, smartphones, enfim, tecnologia. Juliana Carpanez, aqui do UOL Tecnologia, aceitou o desafio e passou um mês (30 vezes 24horas) sem ter acesso a nenhuma rede social (confira na tabela abaixo). Talvez, se Ana Maria tivesse que realizar o mesmo desafio que Juliana enfrentou, daria ainda mais ênfase à máxima com a qual terminou o quadro nesta quinta-feira: “A tecnologia aproxima quem está longe e distancia quem está perto”.

Para conferir como foi a experiência de 30 dias longe das redes sociais, clique nos dias do calendário abaixo: