Blog do UOL Tecnologia

Pergunta que não quer calar: o Novo iPad tem processador de dois ou quatro núcleos?

Ana Ikeda

Não foi só uma tela de altíssima definição que o novo iPad ganhou: a Apple também incluiu no tablet o novo processador A5X. Mas ele tem dois ou quatro núcleos? A confusão tem sido geral – até mesmo entre jornalistas – sobre essa pequena e tão importante peça do hardware.

Nas especificações técnicas existentes no site da Apple sobre o novo iPad, a empresa descreve o chip como “dual-core com design personalizado, de alto desempenho, baixo consumo de energia e [aí vem o detalhe que causa confusão] gráficos quad-core”. Procurada pelo UOL Tecnologia para esclarecer melhor como o A5X funciona, a Apple informou que não daria detalhes sobre a peça.

Mas Hubert Nguyen, cofundador e editor do site Ubergizmo, publicou um post extenso tentando esclarecer a questão (tentamos detalhar ao máximo a explicação dele aí embaixo) e concluiu: “Definitivamente, esse não é um processador quad-core”.

Então, como funciona?

Antes de tudo, é preciso entender como funciona um processador de dispositivos móveis. Diferentemente dos desktops, que tem “peças” diferentes para o processamento de dados, de gráficos e de memória, tudo isso em um smartphone ou tablet está concentrado em um único chip. O chip é feito de várias unidades de processamento de dados – as centrais são chamadas de “cores” ou núcleos (um, dois, quatro núcleos ou single, dual ou quad-core).

Pense no chip como uma empresa, cheia de trabalhadores (as unidades de processamento) e áreas responsáveis por eles (núcleos). Cada um desses trabalhadores têm tarefas específicas: uns cuidam de abrir uma página de internet para você; outros instalam aplicativos no seu tablet. Para isso, o AX5 tem dois núcleos (CPU, Central Processing Unit ou Unidade de Processamento Central) que concentram a atenção só nessas atividades.

Como a parte gráfica no novo iPad é “a cereja do bolo” do dispositivo, com uma tela Retina de incríveis 2048×1536 pixels, a Apple dedicou uma equipe de alto rendimento só para desempenhar tarefas relacionadas a isso. A GPU (Graphics Processing Unit ou Unidade de Processamento Gráfico) também possui seus próprios núcleos (no caso, quatro), mas eles não são os mesmos que o da CPU.

Essa equipe “turbinada” pode abrir muito mais rápido fotos e vídeos, além de permitir a edição tranquila desse material. Outra tarefa dela é mostrar imagens pesadonas de games de gráficos caprichados, etc).

A Apple afirma que o chip A5X é superior ao Tegra 3, processador quad-core desenvolvido pela Nvidia e usado nos mais recentes smartphones e tablets lançados no mercado. “Em uma comparação com o Tegra 3, da Nvidia, o novo processador A5X é duas vezes mais rápido e tem desempenho quatro vezes melhor“, disse Phil Schiller, vice-presidente senior de marketing da Apple, no evento de lançamento do tablet.

Mas como um processador dual-core é duas vezes mais rápido que um quad-core?

Isso dá pano para ooooooutro post…


Lá do Ubergizmo.

Foto: Divulgação.