Blog do UOL Tecnologia

Arquivo : junho 2012

Para fãs dos anos 80: designer lança modelo retrô de telefone “tijolão”
Comentários 1

Edgard Matsuki

Aparelho terá cinco opção de cores. Todas "muito anos 80"

Todo mundo tem um amigo (ou um “amigo de um amigo”) saudosista que diz que as melhores coisas vêm do passado. Se você está nesse grupo vai gostar da novidade lançada pelo designer Brad Helmink. Ele lançou um aparelho de telefone batizado de Brickphone (em bom português, tijolão).

Esqueça o iPhone ou Galaxy SIII. Com o tamanho de três smartphones, o telefone retrô conta com cinco opções de cores: branco, amarelo, azul, roxo e verde. Como é possível ver na imagem acima, a tonalidade dos aparelhos é neon (bem cara de anos 80).

Para funcionar, o telefone tem que ser conectado a um iPhone ou Android por meio do Bluetooth. Ou seja, as ligações que cairiam no seu smartphone seriam direcionadas diretamente ao modelo tijolo. De acordo com o fabricante do produto, é preciso sincronizar apenas uma vez o telefone. É só esperar alguém ligar.

No site do produto, há algumas sugestões de como usar o telefone. Helmink recomenda para que os homens deixem os mullets crescer e abusem da brilhantina. O site diz que o legal de ter o aparelho assim é poder sair na rua o mostrando para as pessoas: “Não seja cabeça oca para usar um fone de ouvido Bluetooth. Mostre o seu estilo com o Brickphone”.

Que tal ligar para a sua namorada de um legítimo tijolão?

O telefone tijolão custa 45 dólares. Os anos 80 deixaram tantos fãs que é bem provável que algumas pessoas deixem o iPhone na gaveta para sair na rua com o Brickphone. Tanto que até o momento, o designer já conseguiu 3 mil dólares com o projeto. Você toparia experimentar o telefone?

O site oficial do produto pode ser acessado aqui.

Veja como funciona o Brickphone link abaixo

[uolmais type=”video” ]http://mais.uol.com.br/view/12907667[/uolmais]

 


Instituto de pesquisa lista oito dicas para quem deseja ter um perfil de destaque no Twitter
Comentários 1

Edgard Matsuki

Após realizar uma pesquisa sobre quais os tipos de perfis no Twitter que conseguem mais retweets e menções, o instituto de pesquisa Buddy Media (voltado para mídias digitais) listou oito práticas para quem deseja popularizar um perfil no Twitter. As dicas podem servir para quem divulga uma marca ou usa a rede social profissionalmente. O Gigablog listou estas dicas:

1 – Use menos de 100 caracteres nas postagens do Twitter

Com a limitação de 140 caracteres, o Twitter já é um exercício de concisão. Mas que tal se exercitar mais um pouco tentar escrever tudo com menos de 100 caracteres? De acordo com a pesquisa, tweets curtos têm 17% a mais de eficácia. O principal motivo é que uma mensagem menor dá espaço para quem quer fazer algum comentário sobre o que você disse.

2 – Colocar links nos seus tweets

A pesquisa indicou que 92% das mensagens que tiveram interação são as que tinha algum link. Entre as que receberam RT, 86% tinham links.

3 – Atualize o Twitter menos de quatro vezes ao dia

Quanto mais você posta no Twitter, menos tem interação. O ideal é postar até quatro vezes ao dia na rede social. Segundo a pesquisa, o limite máximo é seis tweets diários.

4 – Mantenha um espaço antes da URL postada no Twitter para evitar erros de link

Esta dica é mais para evitar erros. Quando o link fica junto a um caractere, o encurtador pode dar erro. Tenha atenção a isso.

5 – Peça retweets e não RT

Pedir retweet é estranho, mas dá certo. Para quem gosta de pedir que as mensagens sejam repassadas, o ideal é pedir “Retweet” e não “RT”. A pesquisa indica que quem pede Retweet usando a palavra inteira consegue 2 vezes repliques do que quem pede escrevendo RT.

6 – Use imagens sempre que possível

Quem usa imagens nos posts tem envolvimento duas vezes maior no tweets.

7 – Faça uso sábio das hashtags

Usar hashtags pode ajudar, mas não exagere. Quando se usa uma hashtag na mensagem, o engajamento do público aumenta. Duas ou mais é um tiro no pé.

8 – Poste entre sete e oito da manhã e em fins de semana

A última dica é sobre o horário de postar as mensagens. De acordo com o estudo, postagens agendadas pela manhã têm muito mais inserção do que em outros horários do dia. Sábado e domingo são os dias em que as pessoas mais dão RT.

E aí. O que vocês acham dessas dicas?


Reino Unido: lei prevê taxa de 20 libras para defesa contra acusação de pirataria
Comentários Comente

Edgard Matsuki

Para provar inocência, pessoas terão que pagar taxa

Culpado até que se prove a inocência. É dessa forma que um novo projeto de lei busca acabar com a pirataria no Reino Unido. Criado pelo Ofcom (órgão regulador do uso de direitos autorais no Reino Unido), a nova legislação pretende cobrar uma taxa de 20 libras esterlinas (equivalente a 65 reais) de pessoas que se sintam injustamente acusadas de terem baixado arquivos ilegalmente na internet.

Funcionará da seguinte forma: se alguém for suspeito de baixar um arquivo protegido por direitos autorais, terá o nome colocado em uma “lista negra” e será avisado por meio de uma carta. Para tirar o nome dessa lista, a pessoa terá que entrar com um recurso. O valor da apelação é de 20 Libras Esterlinas.

Claro que há a opção da pessoa não querer pagar o valor para comprovar inocência. Mas se a pessoa tiver mais de três avisos e não entrar com apelação, poderá sofrer processo das empresas detentoras dos direitos autorais. As cartas servirão como prova no caso de algum problema nos tribunais. A lei está prevista para entrar em vigor no começo de 2014. Mas promete muito debate até lá.

A resolução da Ofcom causou revolta em alguns grupos no país. Mike O’Connor, membro de um órgão de defesa do consumidor, disse ao Daily Mail que “pessoas que são inocentes não deveriam ter que pagar uma taxa para se defender das acusações”. Ele também acredita que a nova lei poderia motivar pessoas a entrar com processo contra acusações injustas. É bem possível, visto que a lei vai contra o principio da presunção da inocência.

No Brasil, é possível baixar músicas sem pagar nada. É só encontrar os sites certos.


Ferramenta separa e-mails pessoais de mensagens publicitárias
Comentários Comente

Ana Ikeda

O problema é bastante comum: você se cadastra em um site de produtos e serviços e passa a receber e-mails marketing com ofertas diariamente, o que acaba atrapalhando a visualização de mensagens pessoais. Mas eis que alguém atendeu às suas preces e criou uma ferramenta que separa o caos do mundo real chamada PhilterIt.

O PhilterIt é uma espécie de plataforma única, onde você vai reunir várias contas de e-mail (como Gmail, Yahoo, Aol Mail). Além de agregar os serviços de mensagens, você escolhe quais marcas são de fato importantes para você, para que esses e-mails publicitários continuem em destaque. Depois, faz o login no serviço e de lá acessa as mensagens dos vários correios eletrônicos.

São três menus diferentes na plataforma: Tudo, Pessoal e Marcas, você vai navegando nos quais desejar.

É possível acessar o PhilterIt do computador, tablet ou smartphone. A empresa que desenvolveu a plataforma afirma que a solução é segura, pois embaralha os dados que são puxados dos servidores de e-mails até carrega-las na caixa do PhilterIt.

Costuma ter problemas com a quantidade enorme de spams? Veja mais dicas abaixo:

Saiba como evitar spam

Veja Álbum de fotos

Lá do Mashable.

Imagem: Reprodução.


Britânica é bombardeada no Twitter com reclamações ao ser confundida com banco
Comentários Comente

Ana Ikeda

A prática já é comum no Twitter: quando você quer reclamar de algum serviço que não está funcionando, corre para o microblog e faz um post mencionando (e muitas vezes ”detonando”) a empresa. O hábito dos tuiteiros, no entanto, tem tirado o sossego de uma britânica, por um detalhe pitoresco. Ela usa como apelido na rede social o nome de um banco do país. A instituição financeira, desde o dia 19 (!!!), está com problemas no sistema de informática.

Natalie West (abaixo), 22, professora em Newcastle, usa o nome de usuário @NatWest no Twitter, apelido que tem desde o colégio. É o mesmo nome pelo qual o banco NatWest (abreviação para National Westminster Bank) é conhecido.

Com  cerca de 12 milhões de correntistas, o banco Nat West deixou de realizar pagamentos de contas, salários e outras transações por um bug no sistema de TI que começou dia 19. O desastre tecnológico foi tamanho que a empresa teve de abrir todas suas 1.200 filiais em pleno domingo para corrigir transações que foram interrompidas ou mesmo “apagadas” do sistema. #EpicFail

Clientes completamente transtornados (com razão) estão descarregando há uma semana toda sua raiva em @NatWest (a pobre Natalie). Ela contou ao “Daily Mail” que recebeu mais de 200 mensagens e que até achou a situação “divertida”. Para tentar desfazer o engano, agora ela adicionou à sua descrição no Twitter: “Sou uma mulher de 22 anos e não um banco”.

Natalie disse ainda que não pretende mudar de apelido no microblog. “Meus amigos acharam hilário quando contei sobre as mensagens.”

É, @NatWest, só rindo mesmo…

Lá do Daily Mail.

Foto: Reprodução.


Google pode anunciar tablet de 7 polegadas em conferência anual nesta semana, afirma site
Comentários Comente

Ana Ikeda

É Google, agora só falta você: depois do lançamento na última semana do Surface, tablet de fabricação própria da Microsoft, fãs de tecnologia aguardam (há muito tempo) que a gigante de internet mergulhe de cabeça no mercado dos ultraportáteis. E, segundo o Gizmodo Austrália, é justamente o que deve ocorrer na próxima quarta (27).

É nesta data que começa o Google I/O,  conferência anual de desenvolvedores da empresa. De acordo com o site de tecnologia australiano, que diz ter tido acesso a um “documento de treinamento” do Google, o tablet que será lançado pela empresa terá 7 polegadas (como o Galaxy Tab 7, da Samsung), processador Tegra 3 quad core de 1.3 Ghz, NVIDIA GeForce GPU e duas versões de armazenamento (8 GB e 16 GB). Claro, o tablet vai rodar o novo Jelly Bean, sucessor do sistema Ice Cream Sandwich (Android 4.0), já “vazado” semana passada.

Um pequeno tablet “gigante” (em processamento, digamos). Mas difícil concorrer com um iPad “grandão” (em tela) e veterano (no mercado há dois anos)…

O preço, prossegue o site, deve ser de US$ 199 (8GB) e US$ 249 (16 GB), que terá fabricação da Asus.

Curtiu?

Lá do Gizmodo Austrália.

Foto: Reprodução.


Metade dos usuários do Facebook já excluiu amigos que compartilham posts demais
Comentários 89

Ana Ikeda

Chatos no Facebook estão com os dias contados (ou mais ou menos isso), segundo uma pesquisa americana: cerca de 46% dos usuários da rede social admitiram ter excluído algum contato por ele compartilhar informações demais na Timeline.

Além das atualizações de status “compulsivas”, outros comportamentos reprovados pelos usuários do Facebook e “punidos” com a exclusão da lista de contatos incluem compartilhar fotos excessivamente (um terço dos pesquisados reclamou disso) e curtir centenas de páginas de uma só vez (um quinto dos entrevistados disse não suportar isso). Digamos que são ações definem bem o chato típico do Facebook.

“Fica insuportável ver a mesma pessoa atualizando o status toda vez que você faz login”, explicou ao “Daily Mail” Mark Pearson, presidente da MyVoucherCodes , empresa que conduziu a pesquisa. A pesquisa foi feita com 1.750 usuários da rede social nos Estados Unidos.

Mas enquanto metade dos entrevistados disse excluir os “chatos”, a outra metade (dã) disse ter dó de fazer isso… os usuários confessaram apenas terem usado a opção de esconder atualizações desses contatos inconvenientes.

Quem nunca…

Mais sobre o Facebook:

Conheça cinco tipos de pessoas que você nunca deve(ria) adicionar como amigos

Como Excluir seu Facebook: veja passo a passo

Piadas no Facebook mostram abismo sobre como você se vê e como o mundo vê você

Ajustes no Facebook ajudam a ficar invisível para usuários do bate-papo da rede

Capas para Facebook deixam seu perfil de cara nova; faça o download grátis

Lá do Daily Mail.

Foto: Think Stock.


Carro conceito chinês parece “voar” e faz de janela uma tela de cinema
Comentários 1

Ana Ikeda

Com design definido pelo próprio criador como “super sexy”, esse carro conceito chinês é uma daquelas invenções que gostaríamos de ver (logo) rodando nas ruas. O Taihoo 2046 nem parece tocar o chão com seu design futurista e vira uma central de entretenimento, transformando a janela do carro em uma tela de cinema.

O carro conceito criado por Hao Huang e mostrado no Yanko Design tem como público alvo casais chineses entre 18 e 35 anos, que são “grandes gastadores e amantes de tudo que é chamativo”, diz o criador. Ele é inspirado em uma pedra chamada Taihoo, que é porosa, assim como seria o carro e suas transparências, segundo Huang.

O Taihoo 2046 parece “voar” porque tem três rodas posicionais mais centralmente (uma na parte da frente do modelo e outras duas na de trás).

O interior do Taihoo 2046 poderia se transformar em uma espécie de tenda, com as janelas ligeiramente curvadas para projetar vídeos (veja foto ao lado).

Os bancos também poderiam ser deitados para que virassem uma cama. Ok, sacamos a intenção de fazer um carro para casais, Huang!

Carros que flutuam parecem ser o grande sonho chinês: a Volkswagen iniciou o projeto “Carro do Povo” na China, um modelo de veículo que seria em formato de roda e transportaria dois ocupantes. Ele poderia andar como um automóvel comum, mas também teria energia eletromagnética para  o levantar do chão — os carros só flutuariam em vias magnetizadas (como um trem bala).

Carros-conceito

Veja Álbum de fotos


Lá do Yanko Design.

Foto: Divulgação.


Pesquisa: quem usa Yahoo Mail gasta 11% mais energia elétrica do que quem tem Gmail
Comentários 2

Edgard Matsuki

Pesquisa indica que usuários do Yahoo gastam mais de eletricidade

Se você quer saber se uma pessoa gasta muita ou pouca energia elétrica, dê uma olhada no servidor de e-mail dela. Pelo menos é o que garante uma pesquisa feita pela empresa americana de energia elétrica Opower. A pesquisa diz que pessoas que usam o e-mail do Yahoo gastam 11% a mais de energia elétrica do que usuários do Gmail.

Enquanto pessoas que acessam o Gmail gastam, em média, 1.000 dólares por ano, usuários do Yahoo Mail tem despesas anuais de 1.110 dólares. Segundo a pesquisa, a diferença de gastos de energia elétrica de quem usa os dois servidores de e-mail é equivalente ao consumo de todos os 287 mil moradores de Barbados, uma ilha no Caribe.

Os principais motivos apontados estão relacionados aos locais em que as pessoas vivem (quem usa Yahoo Mil vive mais em zonas rurais e subúrbios e tendem a ficar em casa), faixa etária e estilo de vida. Enquanto usuários do Gmail são mais jovens e solteiros, os do Yahoo são mais velhos e têm família. Isso garante mais despesas.

As más notícias para usuários do e-mail do Yahoo não param por aí. A pesquisa indica que usuários do serviço têm menos chances de conseguir crédito (também, gastando tanta energia), mais chances de serem despedidos e demoram mais para descobrirem novidades tecnológicas.

O relatório da pesquisa dá um conselho para os usuários do Yahoo: “Não adianta trocar o e-mail. O ideal é cuidar com os gastos de energia. Quem sabe em uma outra oportunidade teremos a conclusão de que todos economizam”. Por enquanto, está válida a máxima “diga-me o que acessas e eu te direi quem és”.

A pesquisa completa pode ser acessada aqui.


Cagification deixa você com a cara do ator Nicolas Cage (pensou que era outra coisa?)
Comentários Comente

Ana Ikeda

O que você faria se estivesse precisando de uma graninha extra na conta do banco? Venderia Cupcake? Trufa? Pão-de-mel recheado? Nos Estados Unidos, alguém teve a seguinte ideia: Cagification.

Ao contrário do que você possa ter pensado (em português), caro leitor do Gigablog, não se trata de nada escatológico. Um vendedor no Etsy, site mais conhecido por gadgets artesanais do que por ideias bizarras, decidiu colocar o rosto do ator Nicolas Cage em fotos. Por DOZE DÓLARES (cerca de R$ 24) você pode ter um arquivo em JPEG com seu corpo “photoshopado” com a cara do ator. Veja abaixo uma “amostra” do trabalho:

Jazzberry Blue, como se identifica o autor do “serviço”, é bem sincero na descrição da oferta: “Não quero fazer isso, nem vou ter satisfação pessoal. Não sou um fã doido do Cage, nem assisto a seus filmes e não sei explicar por que motivo ele assombra meus sonhos. Estou fazendo isso porque preciso de US$ 12”, escreve.

Se você já parece com o “Nic”, continua o artista, pode ter fotos editadas de outra forma – ganhando olhos diabólicos, cicatrizes, herpes… ou virar um esquilo voador.

Okay, vamos parar o post por aqui! :D

Lá do GeekoSystem.

Imagem: Divulgação.