Blog do UOL Tecnologia

Arquivo : google maps

Truque permite fazer Siri abrir Google Maps e obter direções (por comando de voz) no iPhone
Comentários Comente

Guilherme Tagiaroli

Scott Forstall, vice-presidente do software iOS, demonstra funcionamento de sistema de mapas integrado ao sistema iOS 6; função de GPS ainda não funciona na ferramenta de mapas da Apple

O site JailBreak Nation, especialista na cobertura de maneiras de “desbloquear” os gadgets da Apple, conseguiu, de uma forma malandra, fazer com que a Siri, assistente pessoal da Apple, passasse a indicar direções no iPhone – sem precisar quebrar o sistema da Apple.

Tudo funciona com um comando de voz adicional que dá a opção de o usuário escolher a ferramenta de mapas que ele quiser. E é aí que entra o Google Maps para iPhone . O aplicativo, além de ser bom, tem o recurso de falar as direções da rota para o motorista – recurso ainda não disponibilizado no Brasil pela Apple.

O comando que faz toda a diferença é “via transit” (algo como através do trânsito) no fim de qualquer comando de voz relacionado à direção. O usuário deve dizer, por exemplo, “Give me directions to home via transit*” (Me dê as direções para casa através do trânsito) ou “Give me directions to the nearest McDonalds via transit” (Me dê as direções para o McDonald’s mais próximo através do trânsito).

Após dizer o comando, o sistema iOS ameaça abrir o Apple Maps, mas exibe uma janela perguntando se o usuário quer baixar um novo aplicativo de mapas ou utilizar um que já tem. Nessa hora escolha, o Google Maps (caso você tenha instalado no iPhone) e toque no botão rota. Na sequência, ele mostrará as opções de rota. Depois disso, é só escolher e seguir o caminho.

Lembrando que, apesar de bom, o Google Maps não é perfeito nas suas indicações de caminho. No caso abaixo, por exemplo, o mapa indicou para o motorista entrar na contramão de uma avenida em São Paulo. Portanto, esteja atento também à sinalização do local.

 

*Como a Siri ainda não fala português, foi utilizado o inglês nas referências aos comandos da assistente.

___

Lá do JailBreakNation via Gizmodo US

Imagens: Stephen Lam/Reuters e Reprodução


Vai viajar? Página do Google Maps reúne dicas de acordo com a experiência do viajante
Comentários Comente

Ana Ikeda

Pode ser que você use muito o Google Maps para ver um trajeto daqui até ali (de uma rua da sua cidade até outra rua na sua cidade). Mas o serviço de mapas tem recursos que ajudam quem vai um pouquinho mais longe que isso – e até separa dicas de acordo com a experiência do viajante (e também pela falta dela).

A página em questão é a Travel Tips, lançada recentemente pelo Google, que traz dicas (por enquanto, só em inglês) para viajantes, agrupando vários serviços do Maps para uso em dispositivos móveis. Dá para navegar na página por níveis de usuários (engraçadinhos!), como guerreiro viajante das estradas, globetrotter internacional, viajante doméstico, aventureiro ao ar livre, curioso local e o viajante virtual. Faltou só o Mochileiro das Galáxias, mas aguardem.

Ícones de semáforos mostram em quais cidades o recurso de ver o trânsito em tempo real está disponível

São pequenas sugestões de como o serviço de mapas pode dar uma mãozinha na sua vida, explicou ao UOL Tecnologia Daniel Sieberg, “evangelista” do Google Maps. “A tecnologia de mapas evoluiu muito e está mais exata e abrangente”, disse Sieberg — ele próprio  um viajante assíduo (algo entre as categorias viajante das estradas e globetrotter internacional, acreditamos).

Quer um exemplo concreto? Digamos que você vai viajar para alguma cidade e não tem noção de como é o trânsito por lá. Então, dê um pulo no Google Maps e veja a condição do tráfego em tempo real. Cidades como São Paulo (e região metropolitana), Santos, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza e Recife têm o trânsito mapeado lá. No total, 187 países têm informações de tráfego disponíveis.

Às vezes a informação que você precisa é visual – aí entra o Street View (não, não serve só para você se divertir caçando flagras como esses aqui), que mostra imagens dos locais em 360º. “Eu e minha mulher, por exemplo, precisamos saber se conseguimos passear com o carrinho de bebê em certos locais”, exemplifica Sieberg. Outro exemplo pessoa (desta que vos escreve): saber se tem um estacionamento nas redondezas da rua de destino. Prático e útil. Já são cerca de 3 mil cidades em 40 países com imagens disponíveis no Street View.

Usuários de Android (e de versões móveis do Maps a partir da 6.0) podem ainda ver mapas do interior de alguns locais, como por exemplos aeroportos (útil para não se perder naqueles que são gigantescos). Mas, por enquanto, o recurso só está disponível para alguns locais nos EUA, Reino Unido e Japão. E se você pretende usar o transporte público no local de destino, pode encontrar cerca de 1 milhão de pontos de paradas de ônibus, metrô, trem e afins.

Um dos recursos mais bacanas, porém, ainda não está disponível no Brasil (#demorô). O acesso a mapas offline é uma mão na roda para ficar independente da conexão de internet (e suas tarifas): você faz a busca por um endereço e baixa a seção do mapa que vai precisar. Bem, se você vai viajar para o exterior, já pode pelo menos usar o recurso para mapas em 150 países (veja lista).

E, claro, não esqueça sua toalha.

Lá do Google Travel Tips.

Imagem: Reprodução.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>