Blog do UOL Tecnologia

Conspiração? Site mostra onde você estaria no outro lado do globo
Comentários 28

Márcio Padrão

Terraplanistas! Globalistas! A internet virou cenário para uma batalha que supostamente estava resolvida desde o século 17: decidir o formato do planeta Terra. A teoria sobre a conspiração da Terra plana tem ganhado força, mas este site não apenas refuta isso como é um bom passatempo para entender a lógica do globo terrestre.

O Antipodes Map usa duas janelas com a plataforma Google Maps e um campo de busca para você dar seu endereço físico atual. Caberá ao site encontrá-lo no mapa à esquerda, e à direita vai mostrar a antípoda, isto é, o ponto diametralmente oposto da Terra onde você se localizaria. Mais ou menos como ''cavar um buraco tão fundo que chegaria até a China'' –quem nunca brincou disso na infância?

Por exemplo, se colocamos o endereço do UOL em São Paulo, o site nos mostra que estaríamos… afogados no Oceano Pacífico, entre o Japão e as Filipinas. Ele aponta até as coordenadas com latitude e longitude, caso queira navegar até lá e cavar o buraco no sentido oposto.

O mais lúdico é que um bonequinho aparece nos dois mapas para exemplificar: em um ponto, está ele com a cabeça enfiada no chão como um avestruz; no outro, apenas a cabeça aparece para mostrar o final do buraco.

O site ainda traz algumas curiosidades sobre esse exercício de geografia:

  • As duas maiores áreas antipodais humanas estão localizadas no Leste Asiático (China , Mongólia) e América do Sul (Argentina e Chile).
  • As maiores massas de terra antipodal são o Arquipélago Malaio (Indonésia, Filipinas e Nova Guiné), que é antipodal para a Bacia Amazônica e áreas andinas adjacentes.
  • O continente australiano é a maior massa terrestre com seus antípodas inteiramente no oceano.
  • A maioria dos locais na Terra não tem antípodas terrestres.
  • Por definição, o pólo norte e o pólo sul são antípodas.

Vivendo e aprendendo.


Como uma caixa de Big Mac pode ser o melhor amigo do fotógrafo de celular
Comentários 4

Márcio Padrão

Ter os acessórios ideais para se tornar um fotógrafo profissional é algo caro, demorado e de difícil acesso –muitos deles só vendem no exterior, por exemplo. Mas o francês Philippe Echaroux subverteu esse paradigma ao usar só uma lanterna barata, um canudo e uma caixa de Big Mac para tirar alguns retratos muito bons com seu iPhone. O resultado está no vídeo abaixo.

Ele se impôs esse desafio para mostrar às pessoas que nem sempre é necessário um equipamento de ponta para criar boas fotos. Veja abaixo o resultado da foto do senhor que aparece na primeira foto deste post.

Echaroux, que é um famoso fotógrafo de celebridades francesas, afirma que a parte mais difícil do projeto era não se sentir estúpido na frente das pessoas que fotografou.

Mas é importante ressaltar que essa foi a engenharia física da coisa. Na pós-produção, ele usou três aplicativos de fotos –VSCO, Photoshop FIX e Lightroom Mobile– para melhorar o resultado final. Tudo foi feito no próprio telefone.

Conheça mais trabalhos de Echaroux no site do fotógrafo.


Smartphone ostentação: modelo da Lamborghini custa quase R$ 8.000
Comentários 30

Bruna Souza Cruz

Quer ter a sensação de ter um verdadeiro Lamborghini? Então prepare o bolso e conheça detalhes do smartphone de luxo Alpha-One, modelo lançado pela marca nesta quarta-feira (22).

Pela bagatela de US$ 2.450 (cerca de R$ 7.700), você poderá adquirir o celular Android desbloqueado (ou seja, deve funcionar em terras brasileiras) e ostentar a sua riqueza por aí.

Em termos de configuração ele é bom, mas não traz nada de muito surpreendente. É um aparelho com uma câmera principal de 20 MP e 8 MP no sensor de selfie.

O modelo vem com 64 GB de espaço de armazenamento de 4 GB de memória RAM. Configuração igual ao do top de linha Samsung Galaxy S8, que pode ser comprado por a partir de R$ 3.255* localmente.

O tamanho da tela segue os padrões dos últimos lançamentos, com 5,5 polegadas. O smartphone ainda conta com bateria de 3.250 mAh e sensor de impressão digital. Um dos diferenciais do aparelho é o acabamento em couro italiano do dispositivo.

Pelo valor, o celular deveria fazer até café, não?

Em todo caso, se estiver passeando pelo Reino Unido ou Emirados Árabes, você pode comprá-lo nas lojas físicas credenciadas, de acordo com o site “The Verge”. Ele também é vendido online, mas não sabemos se entregam no Brasil. Uma pena?

A venda de smartphones de luxo não é algo novo, mas esse tipo de comércio parece se tornar cada vez mais inviável. Recentemente, a Vertu, uma das principais fabricantes de celular de alto (eu disse ALTO) padrão fechou suas portas.

Ainda segundo o site “The Verge”, alguns aparelhos da Vertu chegaram a custar US$ 30 mil. Eles eram feitos com joias, pedras preciosas e couro de avestruz, bezerro entre outros.

*Valores consultados no Shopping UOL em 23 de agosto de 2017.


Manifesto que só pode ser lido off-line discute atenção na web
Comentários Comente

Márcio Padrão

Essa notícia é um paradoxo. Ela fala sobre a importância de estarmos desconectarmos da internet para darmos mais atenção a conteúdos importantes e profundos para nosso conhecimento. Mas você só está lendo isso agora porque acessou a internet, não é?

Esse mesmo paradoxo é a matéria-prima do manifesto criado por Chris Bolin, engenheiro de software da Formidable, empresa de Seattle (EUA). Bolin criou uma página de internet cujo conteúdo só pode ser lido offline –ou seja, você tem que desconectar sua internet no PC ou celular e só assim a página mostrará o texto.

O que ele diz no texto? Basicamente que as notificações de aplicativos minam noss foco e atenção o tempo todo, mas o verdadeiro dispersor está na sua mente. O usuário é quem deve aprender a focar no que é importante, e para conseguir isso, passar algum tempo off-line no seu dia fará diferença.

Mesmo que você possa usufruir de um conteúdo interessante que acessou com uma conexão de dados, você poderá aproveitá-lo melhor sem as distrações a que se submete quando se está conectado, como as notificações, links relacionados ou simplesmente seu vício em pesquisar coisas aleatórias no Google ou saber as últimas dos seus amigos no Facebook.

É sem dúvida uma discussão interessante, ainda mais que alguns bons apps já oferecem vida offline, como o recurso do Netflix e do Spotify de armazenar filmes e músicas na memória, ou o Pocket, app que permite salvar textos da web de forma off-line para ler depois com calma.

Se você ainda não está pronto para desligar sua internet por dois minutos, a gente te ajuda: Veja abaixo o manifesto de Chris Bolin.

''2017. 2 minutos de leitura.

Você quer ser produtivo? Basta desligar, pois manter uma conexão constante com a internet é manter uma conexão constante com interrupções, tanto externas como internas.

As interrupções externas são uma legião e bem documentadas: você tem uma nova mensagem no Gmail, Slack, Twitter, Facebook, Instagram, Snapchat, LinkedIn. Amigos, familiares, colegas de trabalho e spammers: cada um tem acesso direto à sua preciosa atenção.

Mas são as distrações internas verdadeiramente perniciosas. Você pode silenciar as notificações do Twitter e sair do Slack, mas como você impede sua própria mente de descarrilar você? Passei horas capturadas em teias da minha própria curiosidade. O mais perigoso é o capricho dividido, a propósito do nada: ''Eu me pergunto qual é o segundo idioma mais falado?'' Aqueles 500 milisegundos poderiam mudar seu dia, porque nunca é apenas uma pesquisa no Google, apenas um artigo da Wikipédia. A desconexão da internet faz um curto-circuito desses caprichos, permitindo que você se mova sem embaraços. (É o espanhol, por sinal).

Esta página em si é um experimento nesta veia: e se certo conteúdo nos obrigasse a desconectar? E se os leitores tivessem acesso a essa gloriosa atenção que faz devorar um romance por horas de uma forma tão gratificante? E se os criadores pudessem emparelhar isso com o poder dos aparelhos modernos? Nossos telefones e laptops são incríveis plataformas para novos conteúdos – se apenas pudéssemos aproveitar nossa própria atenção.

O conteúdo off-line apenas obrigaria os criadores a pensar de forma diferente. Olhe para esta página: não há um único link, nenhuma oferta de nota de rodapé para distrair os leitores. Quantos bons artigos você deixou a metade da leitura porque você caçou um cintilante link sublinhado? Quando você está offline, aqui é o único lugar que você pode estar.

Eu já posso ouvir os gemidos: ''Mas eu tenho que estar online para o meu trabalho.'' Eu não ligo. Crie tempo. Aposto que o que o torna valioso não é a sua capacidade para o Google, mas a sua capacidade de sintetizar informações. Faça suas pesquisas on-line, mas crie off-line.

Agora volte para sua internet acessada regularmente. Apenas lembre-se de se dar um presente ocasional de desconexão.

❤️ Chris''


Celular da Samsung de 2014 grava sua (suposta) queda do céu; assista
Comentários 10

Márcio Padrão

O Galaxy S5 foi um celular top de linha lançado pela Samsung em 2014 e que na época recebeu boas críticas por seu processador quad-core que atingia até 2,5 GHz de velocidade (isso é rápido até hoje), além dos 2 GB de RAM e câmera de 16 MP. Mas agora sabemos que ele também aguenta cair de um avião.

No vídeo abaixo, postado no domingo (13), vemos um Galaxy S5 cair de um avião de pequeno porte enquanto a câmera continua a filmar. Com a turbulência, o aparelho escapa da mão de seu dono, Blake Henderson, e cai por uma boa altura (nos comentários fala-se em 1.000 pés, ou 304 metros) por alguns segundos até parar em um gramado.

Após alguns minutos abandonado, o celular é achado por dois homens que começam um diálogo do tipo ''Esse celular é seu?'' Não, o meu tá no bolso''. Como o vídeo foi postado na íntegra no YouTube por Robert Ryan, sobrinho de Henderson, entendemos que o celular foi devolvido ao seu dono.

É claro que há a chance disso ser um golpe publicitário da Samsung, mas que o resultado ficou legal, ficou. Ainda mais considerando que smartphones via de regra não são famosos por sua alta resistência.

Tags : samsung


Vazamento apresenta suposto novo visual do iPhone; veja a imagem
Comentários 5

Márcio Padrão

A rodada de boatos sobre os novos iPhones continuam a todo vapor. Agora nesta terça-feira (8) quem deu a sua cartada foi Evan Blass, jornalista do site ''VentureBeat'' que ficou famoso pelos vazamentos certeiros no mercado de tecnologia.

Um tuite de Blass mostra um suposto novo iPhone encaixado em uma capa protetora resistente da Urban Armor Gear, empresa especializada em cases desse tipo.

A imagem, se for verdadeira, nos informa que este novo celular da Apple terá suas bordas ao redor da tela significativamente menores em relação aos modelos atuais, fazendo com que os iPhones embarquem na tendência ''tela infinita'' já lançada pela LG, no G6, e pela Samsung, nos Galaxy S8 e S8+.

Além disso, o visual do modelo coincide com o de outro vazamento, na semana passada, que já mostrava esse design ''sem bordas''.

Também podemos notar dois sensores de câmera na frente, indicando que a câmera frontal poderá receber alguma modificação. Talvez se torne dupla e incorpore o efeito de desfoque de fundo para retratos, que vimos no iPhone 7 Plus.

Segundo rumores anteriores divulgados pela mídia internacional, o novo aparelho eliminará o tradicional leitor de digitais e implantará o reconhecimento facial 3D na linha.

Sobre o nome do modelo, a maioria dos boatos dizem que neste ano, por conta do 10º aniversário do iPhone, a Apple deverá lançar neste ano não apenas os esperados iPhones 7S e 7S Plus –o ''S'' sempre vai para modelos que fazem sutis melhorias ao modelo anterior– mas também um iPhone 8. Aliás, Blass diz em seu tuíte que o vazamento de hoje refere-se ao iPhone 8.

Devemos saber mais sobre isso em setembro, mês em que tradicionalmente a Apple lança a nova geração do iPhone todos os anos.


Este é (supostamente) o novo celular Galaxy Note 8, segundo vazamento
Comentários 1

Márcio Padrão

Evan Blass, jornalista americano famoso pelos vazamentos sobre tecnologia –principalmente modelos de novos celulares– tuitou imagens com o que parece ser o visual do novo celular top de linha da Samsung, o Galaxy Note 8.

Como o jornalista tem um histórico de acertar nos vazamentos, podemos pressupor que o Note 8 –que substituirá o explosivo Galaxy Note 7 do ano passado— continuará com a caneta stylus S Pen, uma marca registrada da linha, além de embarcar em duas novas modas dos celulares: a câmera traseira com duas lentes e a frente com ''tela infinita'' e bordas curvadas.

As imagens ainda reforçam que veremos duas características no Note 8: um botão extra na lateral esquerda (quando visto de frente) deverá ser dedicado ao uso do assistente inteligente Bixby, tal qual vimos no Galaxy S8, lançado no começo deste ano. E a traseira do aparelho ainda mostra o sensor de digitais, em uma posição que foi muito criticada no S8: no alto, mais à direita.

Blass avisa: ''Enquanto estes estágios iniciais certamente dão uma sensação para um projeto básico de telefones, o produto final pode diferir significativamente''. Ou seja, esse visual pode não ser o definitivo do Note 8 que veremos nas lojas, mas de qualquer forma ele parece coerente com o que a Samsung fez no S8 e que deverá ser a tônica de seus tops de linha.

A Samsung já lançou um convite à imprensa gringa para um evento de lançamento em 23 de agosto, sem confirmar que se trata do Galaxy Note 8, mas como a empresa sul-coreana tradicionalmente dedica esse período do ano ao Galaxy Note novo de cada ano, é quase certo que veremos a oitava edição do celular em sua forma final.


Você teria um tablet que se transforma em smartphone? A Lenovo criou um
Comentários 1

Guilherme Tagiaroli

O mercado de tablets deu uma boa esfriada, e parte disso tem relação com o crescimento de telas dos smartphones. Agora, e se juntar os dois conceitos em um só produto? A ideia é esquisita, mas a Lenovo tem um protótipo de um tablet dobrável que vira smartphone – ou, se você preferir, um smartphone que vira tablet.

via GIPHY

O Lenovo Folio foi apresentado durante um evento da empresa chinesa chamado Lenovo Tech World, realizado nos Estados Unidos. Ele tem uma tela de 7,8 polegadas – ao ser dobrada, transforma-se em um smartphone de 5,5 polegadas. Além disso, ele conta com a versão 7.0 do Android instalada e um processador Snapdragon 800.

Quando está aberto, ele é um tablet comum. Ao ser dobrado, apenas uma parte da tela fica ativa, enquanto a outra fica escura. Agora, o que chama a atenção é o funcionamento da câmera no modo smartphone. Segundo o vídeo que mostra o protótipo em ação, a pessoa que será fotografada ou filmada conseguirá ver a si própria na tela que antes estava inativa.

via GIPHY

Não há previsão para comercialização – aliás, trata-se de um protótipo. No entanto, não deixa de ser mais uma amostra de desenvolvimento tecnológico. Enquanto isso, a gente fica esperando telefones com telas inquebráveis ou aparelhos decentes que tenham bateria que duram mais de uma semana.


Criaram uma carteira que tira foto de assaltante e até carrega celular
Comentários 1

Gabriel Francisco Ribeiro

Carteira conta com câmera embutida para tirar foto de ladrões (Crédito: Divulgação)

Já temos telefone inteligente, relógio inteligente, geladeira inteligente… o que faltava? Sim: carteira inteligente. Uma empresa criou uma “smart wallet” que pode agradar muita gente com funções pra lá de interessantes – entre elas, carregador de celular e um recurso que tira foto do assaltante se sua carteira é levada.

A carteira se destaca por ter uma mini-câmera interna que pode fotografar possíveis ladrões. Assim que você coloca a carteira em modo “perdida”, ela passa a tirar fotos de quem abrir o objeto e envia para você. Ela ainda conta com um localizador GPS para você saber onde a carteira está em qualquer lugar do mundo.

Além disso, a novidade serve também como um carregador de celular, já que tem a função de Power Bank integrada. A capacidade de cada Power Bank varia de 2.000 mAh a 5.000 mAh dependendo do modelo da carteira. Imagina deixar seu celular carregando em seu bolso junto à carteira?

Se tudo isso não basta, a carteira tem mais uma funcionalidade interessante: ela detecta automaticamente se você está esquecendo-a em algum lugar e dispara um alarme no celular. O mesmo ocorre inversamente: a carteira te avisa se você esquecer o aparelho em algum local. Se você apertar um botão na carteira, seu smartphone vai começar a tocar, mesmo se estiver no silencioso.

Essa carteira inteligente ainda pode ser de grande ajuda para viajantes, já que fornece um ponto wi-fi para você usar, ao invés do roaming. Contudo, não há muitos detalhes de como esse ponto wi-fi funciona.

Carteira serve como power bank discreto para carregar celular (Crédito: Divulgação)

Você pode pensar que um objeto desse seria todo diferente e feio, né? Mas não: a carteira é elegante e feita de couro. Todos os seus componentes estão escondidos. A empresa alega que o produto é leve e fino, mas isso só saberíamos com ela em mãos.

Feita por uma empresa chamada Volterman, o acessório está em fase de captação de recursos. A ideia foi tão bem recepcionada pelo público que a meta de investimento foi ultrapassada facilmente: já foram arrecadados mais de USS 460 mil (R$ 1,4 milhão) em uma espécie de pré-venda da carteira para custear os custos de fabricação. A meta era arrecadar US$ 45 mil (R$ 140 mil).

Nessa fase de pré-venda, a carteira sai por US$ 139 (R$ 440), o que inclui a carteira, cabos e carregador. A empresa oferece ainda opções de um conjunto para guardar cartões (US$ 98, ou R$ 310) e uma carteira para viagens (US$ 157, ou R$ 500) – o pacote com as três sai por US$ 365 (R$ 1,1 mil). Há ainda outras opções vendidas separadamente, como gravar iniciais (US$ 19, ou R$ 60) e carregador sem fio (US$ 29, ou R$ 91).


Loja ambulante: mulher é presa na China com 102 iPhones grudados no corpo
Comentários 34

Márcio Padrão

Oficiais da alfândega de Shenzhen, na China, prenderam na terça-feira passada (11) uma mulher com 102 iPhones e relógios presos ao corpo, o que a deixou 20 quilos mais pesada. A imprensa do país a apelidou de ''Mulher de Ferro''.

Os funcionários da alfândega pararam a suspeita depois de estranhar um ''inchaço'' no corpo dela, além de ter acionado o alarme no detector de metais. Os oficiais fizeram uma vistoria e descobriram os iPhones de vários modelos e 15 relógios de pulso de luxo.

Como Shenzhen faz fronteira com Hong Kong, funcionários da alfândega do aeroporto vêm prendendo vários contrabandistas ao longo dos anos.

O recorde de contrabando de iPhones na China foi registrado em 2015, com 146 celulares da Apple atrelados ao corpo. Naquele mesmo ano, outro cara tentou passar com 94 iPhones. São praticamente lojas da Apple ambulantes.