Blog do UOL Tecnologia

Categoria : Redes sociais

Será? Vídeo da própria Samsung pode mostrar suposto Galaxy S8
Comentários COMENTE

Gabriel Francisco Ribeiro


As especulações sobre o suposto celular Galaxy S8 não param – e desta vez, o rumor vem direto de um vídeo da própria Samsung, fabricante da linha de aparelhos. Dois vídeos postados pela marca em seu YouTube mostram celulares com características bem parecida com os boatos sobre o S8.

Os aparelhos aparecem em publicações da companhia sobre a sua tela Amoled. Mas são os celulares que aparecem nas propagandas que causaram estranheza e deixaram muitos animados com supostas “pistas” do próximo Galaxy S8.

No vídeo, os celulares não são parecidos com nenhum modelo lançado pela companhia até hoje. Eles possuem tela que domina praticamente toda a parte frontal do aparelho e não contam com o tradicional botão Home – exatamente como é especulado para o próximo modelo do Galaxy.

Será este o novo Galaxy S8?

Será este o novo Galaxy S8? (Crédito: Reprodução)

Em uma das propagandas o celular aparece visto por baixo, em que elementos como um conector de USB tipo C, uma entrada de fone de ouvido e um alto-falante ficam aparentes. O modelo, contudo, parece ser irrealisticamente fino.

É claro que isso tudo não passa de especulação – pode ser que os vídeos sejam apenas realmente propagandas das telas Amoled e que o S8 venha bem diferente. Mas os rumores batem com o celular visto no vídeo.

Os rumores sobre o S8 aumentam a cada dia. Pode ser que o smartphone seja apresentado durante o Mobilo World Congress, no fim de fevereiro – outros, contudo, dizem que a Samsung fará um anúncio especial separadamente em março, em Nova York. É provável que ele seja disponibilizado aos consumidores em abril.


Samsung já sabe o que causou explosões e deve contar logo mais
Comentários COMENTE

Fabiana Uchinaka

A coisa não anda nada boa para a Samsung. Depois do fiasco que foi o lançamento do Galaxy Note 7, que provocou perdas na casa de US$ 2,5 bilhões no lucro trimestral da empresa, a procuradoria sul-coreana pediu hoje (16) que o herdeiro da companhia, Lee Jae-Yong, filho do poderoso presidente, Lee Kun-Hee, seja preso por envolvimento no maior escândalo de corrupção do país.

CX015_1A1A_9

Por isso, parece ser cada vez mais urgente que ela finalmente explique o que teria causado a explosão de celulares da linha Galaxy Note 7.

Uma fonte ligada ao caso contou à Reuters que a empresa já sabe o que aconteceu e o relatório final da exaustiva investigação sai no dia 23 de janeiro, um dia antes do anúncio dos resultado do trimestre.

Neste dia, Koh Dong-jin, presidente da divisão mobile da organização, também dará explicações sobre o que está sendo feito para que os novos lançamentos, especialmente o Galaxy 8, não apresente o mesmo problema.

O rumor é de que a Samsung vai apontar a bateria do aparelho como a única responsável pelo problema, já que não teriam sido encontrados problemas em softwares ou outras partes do hardware durante teste que conseguiu replicar o incêndio.

Ou seja, ela vai negar que o problema estava no desenho do aparelho.

Um relatório divulgado pela empresa americana Instrumental, especializada em análise de engenharia de produtos, havia apontado no final do ano passado para um defeito no design do aparelho, que provocava uma pressão na bateria. Como o espaço para encaixar a bateria era estreito demais, pressionava o polímero protetor que separava os pólos positivos e negativos da bateria. Quando estes polos se tocam devido a uma falha técnica como essa, causa o sobreaquecimento que levou aos acidentes.

Essa possibilidade já havia sido levantada por alguns especialistas, incluindo dois entrevistados pelo UOL.

Especialistas na área acham que vai pegar mal se a companhia culpar fornecedores pelo problema. A ver se o anúncio será capaz de melhorar a reputação da Samsung antes do anúncio do Galaxy 8, que deve acontecer nos próximos meses.

A fabricação e venda do Note 7 foi encerrada definitivamente em 11 de outubro de 2016, junto a um mega recall de 2,5 milhões de smartphones. O Note 7 não chegou a ser comercializado no Brasil.

Leia também: O que já foi confirmado e o que se especula do tão aguardado Galaxy S8


Vazamento expõe fotos, especificações e data de suposto Moto G5 Plus
Comentários COMENTE

Gabriel Francisco Ribeiro

Suposto novo Moto G5 Plus apareceu em fotos vazadas na Romênia

Suposto novo Moto G5 Plus apareceu em fotos vazadas na Romênia (Crédito: Reprodução)

A Mobile World Congress 2017 está ainda um pouco longe no horizonte (ocorre nos últimos dias de fevereiro), mas alguns celulares que podem aparecer na maior feira de celulares do mundo já começam a surgir. Nesta terça (10), diversos sites internacionais reproduziram fotos e especificações do suposto Moto G5 Plus, novo celular Motorola feito pela Lenovo.

Tudo começou na Romênia: um usuário de uma loja de vendas virtual anunciou um protótipo do Moto G5 Plus. A postagem incluía tanto fotos do aparelho como todas as especificações do modelo – o anúncio foi retirado do ar, mas não antes das fotos e configurações do celular se espalharem online.

De acordo com o anuncia, o celular teria tela de 5,5 polegadas com qualidade 1080p e contaria com o processador Snapdragon 625, que não é o topo de linha da Qualcomm. As câmeras seriam de 13 MP (frontal) e 5 MP (traseira).

Outras configurações do aparelho são 4 GB de RAM e capacidade de armazenamento de 32 GB, igualando nestes quesitos celulares atuais da linha Galaxy S da Samsung. O sistema operacional do modelo seria o Android 7.0 Nougat.

Novo Moto G5 Plus teve especificações, data e fotos vazadas

Novo Moto G5 Plus teve especificações, data e fotos vazadas (Crédito: Reprodução)

O novo celular ainda conta com pequenas mudanças no design: o leitor de digital na frente é oval ao contrário do anterior quadrado e a lente da câmera é circular e mais semelhante ao Moto Z, por exemplo. A bateria seria de 3080 mAh.

Atual modelo da linha, o G4 Plus tem as mesmas especificações do tamanho de tela e da câmera secundária. No entanto, há algumas mudanças: o celular disponível atualmente roda Android Marshmallow, tem o processador Snapdradon 617, conta com 2GB de RAM e leva uma câmera frontal de 16 MP – os megapixels, sozinhos, não significam maior qualidade na câmera, é bom lembrar.

A postagem ainda revelou a data do lançamento do sucessor do Moto G4 Plus: março, o que faria sentido por ser pouco após o término da MWC. O protótipo vendido por meio da loja virtual de anúncios na Romênia custava US$ 387 (R$ 1.240).


Tinder anuncia novo óculos de realidade virtual – calma, não é bem assim
Comentários COMENTE

Lilian Ferreira

Olha o "novo" óculos de realidade virtual do Tinder aí

Olha o “novo” óculos de realidade virtual do Tinder aí (Crédito: Reprodução)

O Tinder avisou, por meio de um vídeo, que vai lançar seu óculos de realidade virtual. Mas calma, não é bem assim: nada passou de uma brincadeira do aplicativo com a CES 2017 (Consumer Electronics Shows, maior feira de tecnologia do mundo), que ocorre nesta semana em Las Vegas, nos Estados Unidos.

A novidade apareceu por meio de um vídeo replicado pela companhia em suas redes sociais. O “Tinder VR” nada mais é do que duas pessoas utilizando um headset na cabeça e tendo uma conversa frente a frente.

Em um post também em tom de brincadeira no blog do Tinder, a empresa diz que, como está na área de tecnologia, se inspirou a criar um óculos de realidade virtual próprio – a tecnologia é a queridinha das empresas da área no momento. Contudo, o propósito da empresa seria outro.

“O negócio é o seguinte: nossa missão sempre foi unir pessoas para que tenham experiências no mundo real. Então como conciliamos com o fato de que a realidade virtual é a antítese disso?”, questiona o texto.

Realmente, a pergunta é conveniente. O texto então é concluído com uma exaltação ao mundo real.

“Bem-vindo ao futuro. Ele é só sobre conexão humana. Dê uma chance – você pode gostar”, afirma.


Inspirado em aparelhos da Samsung, próximo iPhone pode ter tela curva
Comentários COMENTE

Larissa Leiros Baroni

apple

Ao mesmo tempo em que a Samsung busca inspiração na Apple para os seus próximos lançamentos, a fabricante norte-americana também está sempre de olho na concorrente. E a próxima aposta da empresa comandada por Tim Cook é a tela curva –uma característica já marcante nos aparelhos da sul-coreana.

Segundo o Wall Street Journal, a previsão é que já o próximo iPhone –a ser lançado em 2017– possa ter as bordas da tela curvadas. Essa seria uma das apostas da Apple na tentativa de conter a retração de suas vendas e a pressão por apresentar algo especial na comemoração do 10º aniversário de sua linha de celulares.

O aparelho usaria a tecnologia OLED para, além de possibilitar a curvatura nas bordas, melhorar o contraste entre as cores e aprimorar a autonomia de bateria. O grande problema, no entanto, estaria no aumento do valor da produção do aparelho e, consequentemente, no custo que isso acarretaria ao bolso do consumidor.

O OLED não necessita de um componente da luz de fundo para iluminar a tela, o que garante que ela seja mais fina, mais leve e mais maleável. Mas pode chegar a custar até US$ 50 (cerca de R$ 169) mais para produzir, segundo a estimativa dos analistas.

Para a produção de uma tela curva, como aponta a publicação, a Apple também teria que enfrentar problemas relacionados à capacidade de produção de telas, que atualmente é dominada pela Samsung.

De acordo com o Wall Street Journal, outras empresas do ramo –tais como a LG, Japan Display e Sharp– dificilmente conseguiriam atender a demanda da norte-americana. “A Sharp precisaria gastar mais de US$ 5 bilhões (R$ 16,9 bilhões) para fornecer painéis OLED suficientes para Apple”, exemplificou o jornal.

Basta esperar para saber se a Apple vai conseguir superar esse desafios e vai mesmo investir em um iPhone com tela curva.


Melhor desempenho e inspirações na Apple: veja boatos sobre o Galaxy S8
Comentários COMENTE

Larissa Leiros Baroni

samsung-logo-1424438370054_956x500

Com o fiasco do Note 7, a Samsung parece estar apostando todas as suas fichas em seu próximo grande lançamento: o S8. Se a fabricante mantiver a tradição, seu novo top de linha deve vir a público ainda no primeiro bimestre de 2017, mas os rumores sobre o novo aparelho da sul-coreana não param de surgir.

Além de configurações de peso, os rumores apontam que o novo aparelho se inspirou [e muito] no iPhone. Ao que tudo indica, o S8 virá em dois tamanhos diferentes, não terá mais um botão home físico, passará a ser sensível à pressão e contará com uma câmera traseira dupla.

Há quem diga ainda que o próximo lançamento da Samsung possivelmente vai contar com uma versão de 256 GB de armazenamento interno –como os aparelhos da Apple. O S7, por exemplo, chegou ao mercado com 64 GB e suporte a cartão de até 200 GB. Vale lembrar que há uma grande diferença entre o espaço disponível no microSD e no aparelho, isso porque nem todos os aplicativos permitem ser armazenados na memória expansível.

Não se sabe ainda se a Samsung vai ou não manter o cartão microSD. Mas, o que se especula, é que a fabricante vai ampliar de 4 GB para 6 GB a memória RAM do aparelho. A função do recurso é armazenar dados temporários para que o processador possa acessar informações importantes com rapidez. Uma memória RAM alta contribui para o desempenho do sistema operacional e facilita a abertura de vários aplicativos simultaneamente sem que o celular trave.

Com o upgrade, o S8 se igualará ao Zenfone 3 Deluxe e ficará melhor que o iPhone 7 Plus, que tem apenas 3 GB de memória RAM.

Mas os investimentos da Samsung no seu novo carro-chefe não param por aí. Os rumores indicam ainda que o S8 será o primeiro aparelho a ser lançado com o novo processador da Qualcomm: o Snapdragon 835 –anunciado esse mês e que, segundo seu fabricante, é 40% mais eficiente do que o Snapdragon 821.

Agora basta aguardar para saber se todas essas previsões –bastante animadoras– realmente irão se concretizar. (* Com informações da Phandroid,  BGR e TechTastic


Você compraria um iPhone 7 com o Trump esculpido em ouro?
Comentários COMENTE

Larissa Leiros Baroni

trump_O bilionário Donald Trump não só ganhou as eleições americanas, realizadas na última terça-feira (8), mas também foi a grande inspiração para uma joalheria russa que criou uma versão luxuosa do iPhone 7 com a cara do republicano esculpida em sua carcaça de ouro. É mole ou quer mais?

E para quem acha R$ 3.499 caro [valor da versão mais barata do iPhone 7 no Brasil], espere só até saber por quanto a joalheria de luxo Caviar espera vender o “Trump iPhone”. Para ter a raridade em mãos, será preciso desembolsar pelo menos US$ 3.007 (R$ 10,2 mil), isso sem contar as taxas e o valor da entrega.

Mas, lá na Rússia, o Trump está valendo um pouco menos do que o presidente russo, Vladimir Putin, que também ganhou não só uma, mas várias versões do iPhone 7 inspiradas em sua figura. As peças que mesclam ouro e aço damasco custam a partir de US$ 3.191 (R$ 10,8 mil).

putin_

Por dentro, os  aparelhos mantêm as mesmas configurações de qualquer outro iPhone 7.  E aí, será que as versões luxuosas do lançamento da Apple vão ter saída?


E o título de melhor fantasia vai para… Galaxy Note 7 explosivo
Comentários COMENTE

Larissa Leiros Baroni

O Halloween já passou, mas ainda estamos em tempo de escolher a melhor fantasia da edição 2016 do Dia das Bruxas. Criatividade não faltou. Mas os “pokemons” de plantão que me desculpem, a vitória vai para… o Galaxy Note 7 explosivo.

Muita gente se inspirou na trágica e recente história da Samsung, que teve que retirar o seu celular top de linha do mercado após diversos relatos de explosões. A sul-coreana chegou a anunciar um recall, mas os problemas de superaquecimento permaneceram mesmo após a substituição dos aparelhos–que chegaram a ser até proibidos em aviões.

Portanto, fantasia como a do Galaxy Note 7 explosivo não tinha como ser mais atual e até assustadora, não é mesmo?


Muito bom para ser verdade: rumor aponta que S8 terá configurações de peso
Comentários COMENTE

Larissa Leiros Baroni

Mesmo em meio às polêmicas envolvendo o Galaxy Note 7, começam a surgir os primeiros rumores do Galaxy S8, próximo grande lançamento da Samsung, que deve ser anunciado no primeiro semestre de 2017 . Mas as supostas especificações do novo top de linha da sul-coreana parecem ser boas demais para ser verdade.

Segundo uma imagem divulgada na rede social chinesa Weibo, o S8 será lançado em abril de 2017 por US$ 850 (cerca de R$ 2.754). Bem mais caro que o S7, que começou a ser vendido nos Estados Unidos por US$ 670 (R$ 2.171).

Uma diferença de preço que pode ser explicada pelas configurações de peso. Com um visor 4K de 5,2 polegadas, o rumor aponta que o aparelho será integrado por um processador Snapdragon Qualcomm de oito núcleos de 3,2 GHz, 6GB de RAM, 64GB ou 125 GB de memória interna com suporte a cartão microSD e uma bateria de 4200 mAh. (Só esperamos que não herde o mesmo problema do Note 7).

galaxy-s8-weibo-leak

 

As câmeras do S8 também ganhariam um baita upgrade e passariam de 12MP para 30MP, a principal, e de 5MP para 9 MP, a frontal.  O aparelho contaria ainda com scanner de impressão digital, scanner de íris, carregamento sem fio, carregamento rápido, e um mini-projetor embutido.

Será mesmo que essas previsões vão se confirmar? Não há dúvidas de que a Samsung deve estar apostando todas as suas fichas no S8 para tentar apagar a polêmica envolvendo o Note 7.


WhatsApp deve adotar em breve proteção de conversas com senha
Comentários COMENTE

Larissa Leiros Baroni

whatsapp

Após a polêmica mudança de sua polêmica de privacidade, o WhatsApp planeja implementar um novo mecanismo de proteção com senhas de seis dígitos para a liberação do acesso ao aplicativo.

A informação foi divulgada pelo site Android Authority, que teve acesso a um programa de tradução dos textos padrões do WhatsApp. As frases traduzidas do inglês para o holandês incluem “Digite o atual código de seis dígitos“, “Senhas não coincidem. Tente de novo” e “Insira um endereço de e-mail recuperação“.

Bons indicadores do que pode estar por vir, não? Não está claro, no entanto, se o recurso de senha será opcional ou obrigatório.

Mas o uso de um e-mail de recuperação, como sugere a publicação, tende a ser opcional. O recurso possivelmente será usado para garantir que os usuários possam recuperar as suas senhas mediante o esquecimento.

Vale lembrar que já há diversos aplicativos externos –e sem nenhum relação com o WhatsApp– que possibilitam a inclusão de senhas para a abertura do app, que mesmo sendo criptografado de ponta-ponta não está a salvo de bisbilhoteiros.