Blog do UOL Tecnologia

Categoria : Tablets

Oito em cada dez homens jogam com smartphone ou tablet durante jantar, diz pesquisa
Comentários 8

Ana Ikeda

Precisa de companhia para o jantar? Chame uma amiga: uma pesquisa mostra que 80% dos homens preferem ficar jogando no tablet ou smartphone durante a refeição. Além disso, 76% deles ficam sentados em silêncio diante do par enquanto navegam na internet. E jantam.

Outros dados da pesquisa são ainda mais “alarmantes”: 84% das pessoas entrevistadas disseram ficar bravas se forem interrompidas enquanto usam o celular ou tablet no jantar.

Algumas pessoas até preferem conversar com seguidores que eles nunca viram em pessoa do que com um parceiro, familiar ou amigo de carne e osso.

“É quase como se o mundo em volta não existisse”, diz Mark Hall, da Socked.co.uk, que conduziu a pesquisa no Reino Unido.

Outra opção de companhia (#FicaDica) é arranjar… um smartphone também.

Lá do Daily Mail.

Foto: Getty Images.


Pesquisa: um em cada quatro britânicos deu eletrônicos “velhos” para os pais no Natal
Comentários 13

Ana Ikeda

O que fazer com aquele tablet ou smartphone que você comprou no ano passado, ainda funciona, mas você já não quer mais? Ué… dê para seu pai ou para sua mãe. A ideia, caro leitor, não é do Gigablog: no Reino Unido, uma em cada quatro pessoas fez isso neste Natal, de acordo com uma pesquisa com 2.000 consumidores feita por uma operadora de celular.

Mães foram as preferidas na escolha de quem receberia o smartphone ou tablet (44%), enquanto pais ficaram em segundo lugar (28%).

Pais e mães ganharam gadgets “de segunda mão”, de acordo com a pesquisa, porque a maioria de seus donos (jovens entre 18 e 24 anos) consideraram que os eletrônicos já estavam ultrapassados. Mas um terço deles fez isso porque estava “sem grana” mesmo (dá para usar a desculpa do “ecologicamente sustentável” se precisar…).

Ainda, uma a cada dez pessoas deu um eletrônico velho para os pais para eles poderem se conectar em redes sociais, como Facebook e Twitter.

Vai ter muita gente recebendo posts do tipo “Filho, já almoçou? Comeu direitinho?”… “Faz tempo que você não liga para nós aqui em casa, filho”… “Querido, não está mais namorando? Porque não contou para a mamãe?”… e por aí vai. :P

Você daria um tablet ou smarpthone velho para seus pais? Ou novo?

Lá do Daily Mail.

Foto: Getty Images.


Pinterest ganha versão para iPad e chega aos dispositivos Android para recuperar “fôlego”
Comentários COMENTE

Ana Ikeda

O Pinterest, grande mural social na internet (particularmente para seres do sexo feminino), está tentando recuperar o fôlego daquela grande febre inicial. Ao menos é o que parece depois das últimas mudanças anunciadas pela rede social recentemente.

Depois de abrir a plataforma para a “galera” (antes só dava para fazer parte da comunidade via convite), o Pinterest tem agora uma versão específica para iPad; além disso o aplicativo chega finalmente a dispositivos Android. Todos podem ser baixados gratuitamente.

Talvez não seja muito evidente para quem ainda não participa da rede, mas o Pinterest deu uma bela esfriada de uns meses para cá, depois do ”boom” inicial (tipo, 10 milhões de usuários ativos por mês).

Algo perceptível pelo número de novos usuários que adicionam você à rede de amigos (cada vez menos e-mails de alerta estão chegando) e pelo número de posts sucessivos na timeline de um mesmo contato (a pessoa entra pouco na rede… e aproveita para sair ‘repinando’ compulsivamente).

Por experiência pessoal, outro indício da perda do “encantamento” foi a pouca paciência em usar o aplicativo do Pinterest para iPhone (que era a coisa mais lerda desse mundo cruel até a última atualização liberada… agora, além de mais veloz, ele mostra duas colunas de pins de uma só vez).

iPad e Android

O aplicativo para iPad traz uma experiência muito semelhante à página web do Pinterest e, com uma conexão de internet razoável, carrega rapidamente as (centenas) de fotos de quem você segue. A vantagem sobre a versão web é o menu lateral, que fica recolhido e traz a lista completa dos boards tradicionais da rede social. Dá para fazer a busca separada por pins, boards ou pessoas e, pasmem, até mesmo usar o aplicativo como navegador web.

Uma das coisas mais legais é que cada ação vai virando uma janela diferente, que se sobrepõe a anterior. Assim você não perde uma pesquisa que fez ou um board que tenha aberto. E dá para ir fechando uma a uma também. Tudo rapidinho e leve.

Ainda não testamos o Pinterest para Android, mas se ele seguir minimamente a experiência oferecida no iOS (incrivelmente mais veloz =  menos estraga prazeres), a rede social tem chances de captar mais alguns milhões de usuários.

Experimentou o Pinterest no Android? Conte para nós o que achou :)

Lá do Pinterest Blog.

Foto: Divulgação / Reprodução.


iPhone 5 e iPad mini podem ser lançados em 12 de setembro, diz site
Comentários 3

Ana Ikeda

A data de lançamento do iPhone 5 – como não poderia deixar de ser – já alimenta (muitos) rumores em sites especializados. O iMore é um deles e até cravou uma data: 12 de setembro. Não bastasse esse rumor, o site afirma que na mesma data será apresentado o iPad mini (versão menor do tablet da Apple, como sugere o nome, e também bastante alardeada na internet nos últimos tempos).

A informação, segundo o iMore, ”vem de fontes que se provaram precisas no passado”. O iPhone 5 começaria a ser vendido em 21 de setembro (uma sexta-feira, como já faz tradicionalmente a Apple), mas sobre a data de venda iPad mini ainda não há informações.

No ano passado, o anúncio do iPhone 4S não empolgou como de costume: foi no dia 4 de outubro, véspera da morte de Steve Jobs, cofundador da Apple. Além disso, em vez do iPhone 5, foi apresentada uma versão “melhorada” do iPhone 4, com câmera de 8 megapixels, processador A5 e o assistente pessoal Siri (que tem funções limitadas no Brasil).

No mínimo, a Apple deve melhorar o processador do smartphone – tendo em vista que a concorrência já lançou modelos quad-core. Quanto ao design, aparentemente serão poucas mudanças, se fotos vazadas do iPhone 5 (mostradas pelo site chinês iLab Factory). A mais importante delas, no entanto, pode ser a da diminuição do conector do aparelho, que inutilizaria zilhares de cacarecos acessórios lançados para o smartphone ou exigiria a compra de um adaptador.

Será que agora vai?

Lá do iMore.

Foto: Reprodução.


Google pode anunciar tablet de 7 polegadas em conferência anual nesta semana, afirma site
Comentários COMENTE

Ana Ikeda

É Google, agora só falta você: depois do lançamento na última semana do Surface, tablet de fabricação própria da Microsoft, fãs de tecnologia aguardam (há muito tempo) que a gigante de internet mergulhe de cabeça no mercado dos ultraportáteis. E, segundo o Gizmodo Austrália, é justamente o que deve ocorrer na próxima quarta (27).

É nesta data que começa o Google I/O,  conferência anual de desenvolvedores da empresa. De acordo com o site de tecnologia australiano, que diz ter tido acesso a um “documento de treinamento” do Google, o tablet que será lançado pela empresa terá 7 polegadas (como o Galaxy Tab 7, da Samsung), processador Tegra 3 quad core de 1.3 Ghz, NVIDIA GeForce GPU e duas versões de armazenamento (8 GB e 16 GB). Claro, o tablet vai rodar o novo Jelly Bean, sucessor do sistema Ice Cream Sandwich (Android 4.0), já “vazado” semana passada.

Um pequeno tablet “gigante” (em processamento, digamos). Mas difícil concorrer com um iPad “grandão” (em tela) e veterano (no mercado há dois anos)…

O preço, prossegue o site, deve ser de US$ 199 (8GB) e US$ 249 (16 GB), que terá fabricação da Asus.

Curtiu?

Lá do Gizmodo Austrália.

Foto: Reprodução.


Suposto protótipo do 1º iPad é vendido em leilão pelo preço de 20 tablets novos da Apple
Comentários COMENTE

Guilherme Tagiaroli

Se alguém lhe oferecesse um iPad de 1ª geração e que custasse US$ 10,2 mil (aproximadamente R$ 20,27 mil), é muito provável que a reação mais razoável é que você mandasse esta pessoa para um lugar bem distante. Mas o pior é que isso aconteceu de verdade no site de leilões eBay. Isso mesmo, um iPad de 1ª geração, que nem é mais vendido, arrematado pelo preço de 20 iPads de 3ª geração

O diferencial deste iPad, que custa o preço de um carro, é a  suposta exclusividade que ele tem. Trata-se de uma versão de 16 GB do tablet que não foi lançada no mercado e supostamente usada em testes da Apple. Fisicamente, ele é muito semelhante aos modelos convencionais.

O que muda nele é que ele conta com dois conectores Pin – aquela única porta da Apple para transmissão de arquivos e para carregar a bateria do aparelho – e a bateria não é a original. Segundo o vendedor, a Apple removeu e ele teve que colocar uma genérica no lugar.

O vendedor jura de pés juntos que o modelo foi utilizado pela Apple. “A Apple produziu o protótipo deste iPad [com dois conectores] e iria utilizá-lo. Porém, decidiram deixar apenas um conector no último minuto”, diz a descrição do leilão no eBay. O fato é: ninguém sabe ao certo se o modelo foi usado como protótipo pela Apple.

__

Lá do Slashgear

Imagens: Reprodução/eBay


Apple chama [mais uma] celebridade para dar uma força para o Siri
Comentários COMENTE

UOL Tecnologia

A Apple convidou a atriz e cantora Zooey Deschanel para divulgar o Siri, aplicativo que responde a comando de voz no iPhone 4S.

No comercial a atriz aparece de pijama, dentro de casa enquanto “conversa” com seu iPhone. Ela pede que o Siri encontre lugares em que possa pedir uma sopa de tomate. Depois avisa ao iPhone para lembra-la de limpar a sala mais tarde. E, por fim, num toque final de fofura, Zooey dança “Shake, rattle and Roll”, descalça ainda de pijamas.

É sempre bom lembrar que o aplicativo vem sofrendo críticas ao redor do mundo. Até mesmo o co-criador da Apple, Steve Wozniak, chegou a falar mal do Siri. Será que a Zooey consegue amolecer o coração dele?

 

Veja também:

Homem processa Apple porque o recurso Siri não é tão esperto quanto parece 

Sátira transforma o recurso Siri da Apple em “Brinquedo Assassino”


Equipe mostra processo de montagem de iPad em fábrica da Foxconn na China
Comentários COMENTE

Guilherme Tagiaroli

Trabalhadores da Foxconn de Shenzen fazem fila no início do expediente; fábrica tem 240 mil funcionários

Após uma série de denúncias sobre más condições de trabalho, a Foxconn tem, aparentemente, melhorado o relacionamento da companhia com a imprensa. Tanto é que a mais nova concessão da empresa foi deixar uma equipe de TV mostrar o processo de montagem do tablet iPad.

As imagens da Marketplace, agência pública dos Estados Unidos, dão alguns detalhes da linha de produção. O vídeo (disponível abaixo em inglês), basicamente, mostra um andar da fábrica. Primeiramente, são inseridos alguns componentes na placa-mãe do tablet, na sequência a placa é inserida no “case do iPad”, junto com a bateria que é alocada com uma máquina de pressão.

Em seguida, os funcionários inserem a tela de LCD, realizam um teste no giroscópio (sensor de movimento) e, por fim, o tablet vai para a caixa.

Rob Schmitz, repórter da Marketplace, diz que ficou assustado com o lugar. “A primeira ideia errada que tive sobre a Foxconn é que eu achava que as instalações da companhia era aquilo que eu sempre chamei de fábrica – tecnicamente é uma fábrica. Porém, ao passar os portões e caminhar, você rapidamente percebe que é também uma cidade.”

Linha de montagem do iPad em fábrica da Foxconn em Shenzen; processo mostra máquina fixando bateria à placa-mãe do tablet

As instalações de Shenzen da companhia chinesa são conhecidas como “Foxconn City”. Lá trabalham quase 250 mil pessoas, sendo que 50 mil destes vivem em apartamentos no terreno da fábrica.

Apesar das suspeitas de maus tratos aos funcionários e da falta de direitos trabalhistas (que, inclusive já preocuparam a própria Apple, fazendo com que o próprio Tim Cook fosse visitar a fábrica), o repórter informou que no dia em que visitou a fábrica 500 pessoas estavam se candidatando para trabalhar lá.

Para os chineses, diz o repórter, a Foxconn é considerada uma das melhores empresas para se trabalhar, pois oferecem atividades esportivas e pagam em dia os funcionários.

__

Lá da Marketplace

Imagem: Reprodução/Marketplace


Teste apresenta iPad 2 como novo iPad e usuários a-do-ram a “novidade”
Comentários 4

Juliana Carpanez

Olha só a pegadinha (rá!). Logo após o lançamento do novo iPad, na sexta-feira (16), o site “Gizmodo” entregou o tablet da Apple a diversas pessoas, fazendo um vídeo em que elas avaliaram a novidade. Detalhe: o ultraportátil era o “antigo” iPad 2 e não a versão mais nova.

Questionadas sobre sua opinião, esses não especialistas em tecnologia disseram que o modelo é “muito mais fino”, “muito mais rápido”, “bonito”, “tem resolução fantástica”, “boa distribuição de peso” e outras maravilhas. Duas pessoas não consideraram o tablet mais leve, mas ainda assim teceram elogios ao novo produto da Apple. Que, na verdade, era o velho.

“A Apple não precisa nem mais tentar”, concluiu o “Gizmodo”. Porque independente do que venha por aí, todos vão elogiar os novos (novos?) produtos.

Lá do “Gizmodo” 


Primeiro a comprar novo iPad na Inglaterra “passa a perna” em quem acampou por dias
Comentários 1

Ana Carolina Prado


Chris Leydon (esq.) mostra comprovante de primeiro da fila na PC World em foto do Twitter

Muitos britânicos esperaram na fila da loja da Apple em Londres por dias para comprar o novo iPad. Já havíamos falado por aqui que ela aparentemente havia sido inaugurada no sábado – seis dias antes do início das vendas. Ao longo da semana, mais gente foi chegando. Mas o primeiro britânico a conseguir comprar o seu teve de esperar “apenas” seis horas. E em outra loja.

O autor do feito foi Chris Leydon, um jovem de 22 anos. Ele não usou de nenhum artifício ilícito ou imoral (?) para conseguir isso, só foi mais espertinho. Em vez de esperar na porta da Apple Store, que abriria apenas às 8 horas da manhã desta sexta (16), acompanhou rumores no Twitter de que uma unidade da rede de lojas de eletrônicos PC World (que fica a menos de cinco minutos da Apple) começaria as vendas à meia-noite. Ligou para a loja para verificar, eles confirmaram e ele correu.

Leydon chegou por volta das 18h da quinta-feira (15) e, para sua surpresa, viu que era a única pessoa da fila. Então ele esperou mais seis horas e a loja abriu. Simples assim. E a gente fica imaginando a raiva de quem estava na outra há dias sem tomar banho e comer direito. Se bem que deve ser uma emoção especial comprar um lançamento na própria loja da marca, né? Vai saber.

Foto do primeiro novo iPad vendido no Reino Unido, postada por Chris Leydon no Twitpic

 

Lá do TechCrunch

Fotos: Reprodução/Twitter