Blog do UOL Tecnologia

Categoria : Como assim?

Em sátira, carro do Google perde controle e atropela gatinhos e humanos
Comentários 2

Guilherme Tagiaroli

googlegatinhos

O Google apresentou recentemente o protótipo de um carro que dirige sozinho, e que não tem nem volante nem pedal. Todo mundo elogiou a iniciativa, pois era comum pensar em um carro que voasse, mas ninguém tinha imaginado um veículo que faz tudo sozinho. No entanto, um programa de TV norte-americano considerou (de forma divertida) os problemas que o carro autônomo podem causar.

Um vídeo veiculado no “Conan” (talk-show de entrevista norte-americano) mostra casos em que o carro do Google pode não funcionar bem e causar tragédias.

O vídeo mistura cenas reais de divulgação com outras encenadas por atores. Logo no início, enquanto um dos atores está dentro do carro, o veículo passa por cima de um gato. Depois, enquanto essa pessoa dá um depoimento sobre a experiência, um garoto é atropelado logo atrás dele.

googleselfdrive

No vídeo ainda é mostrado mais um atropelamento de gato (que fica preso na roda, coitado!) e um caso de explosão do veículo em caso de pane. Enquanto isso, há uma narração de fundo de um engenheiro do Google dizendo:  “A oportunidade de as pessoas poderem se locomover sem se preocupar com isso aumenta muito as possibilidades [para as pessoas] e é incrivelmente poderosa.”

Apesar da zoeira, a sátira traz questões interessantes sobre os motivos para confiar em um carro autônomo, e que não precisa de interação humana (pelo que dá a entender, a pessoa só precisa indicar um trajeto, apertar um botão e aproveitar a viagem).

O projeto Google Self-Driving ainda está em fase de desenvolvimento. Nos EUA, a empresa já faz testes com carros que não precisam de motorista. No entanto, esses veículos também funcionam no modo manual, caso o condutor queira. Ainda não há previsão para o início de testes em ruas do carro sem volante.

__

Lá da Cnet

Imagem: Reprodução


Viagem de volta ao mundo em 3 anos vira vídeo ‘selfie’ de 3 minutos; veja
Comentários 2

Ana Ikeda

Alex Chacon percorreu cerca de 200 mil quilômetros ao redor do mundo em um projeto que ele mesmo chamou de “Diários de Motocicleta Moderno”, referência à viagem de Che Guevara pela América do Sul (que virou filme). Com cinco motos diferentes, ele visitou 36 países em 600 dias. Para dar um “gostinho” de como foi a viagem, ele editou vídeos colhidos durante os três anos e fez um clipe de três minutos. Detalhe: só com imagens ‘selfies’.

As imagens foram gravadas em 360° com ajuda de um ‘selfie stick’, gadget que funciona como bastão extensor. Nele, Chacon fixou uma câmera Go Pro. Assista abaixo (clique na imagem):

selfie

Chacon é formado em biomedicina pela Universidade do Texas e vendeu seu carro, TV e roupas há três anos para comprar  uma moto e começar a aventura ao redor do mundo. A viagem do “Diários de Motocicleta Moderno” partiu de El Paso (EUA), sua cidade natal.

Além de documentar tudo em vídeo, Chacon afirma ter colhido doações por onde passou (e de patrocinadores) para caridade — uma das ONGs beneficiadas é a Children of Uganda.

chacon


Lá do Daily Dot.

Imagem: Reprodução/YouTube


Contra distração, designer japonês cria roupa que bloqueia sinal do celular
Comentários COMENTE

Ana Ikeda

003

Bolsos criados pelo designer são feitos com um tecido especial que reflete as ondas eletromagnéticas das antenas celulares

O celular é um ótimo amigo da procrastinação (aquilo de deixar para outro dia ou para depois algo que você podia fazer agora mesmo). Quando ouve o aparelho tocar, rapidamente você tira o aparelho do bolso para checar uma mensagem ou atender uma ligação. Mas seus problemas acabaram: um designer japonês criou roupas que bloqueiam o sinal do celular. É o fim da distração à toa.

Kunihiko Morinaga, um designer de Tóquio, criou uma linha de roupas que possuem bolsos feitos com um tecido especial que reflete as ondas eletromagnéticas.

Quando você coloca o aparelho ali, o sinal emitido pelas antenas das operadoras é bloqueado antes de chegar à antena receptora do celular.

001

002

Roupas não estão à venda, mas serão mostradas em uma exposição na cidade canadense

O japonês teve a ideia de criar essas roupas para “viciados em celular” porque ele mesmo se sentia constantemente atrapalhado pela tecnologia. “Da mesma forma que as roupas protegem você do mundo externo, elas agora podem protegê-lo do mundo digital”, explica.

A coleção de roupas, chamada Focus, foi desenvolvida em parceria com a Trident (a do chiclete) e premiada neste ano na Semana de Moda de Toronto (Canadá). Ela não está à venda, mas será mostrada em uma exposição na cidade canadense.

Lá do Daily Mail.

Imagens: Divulgação.


Em meme no Instagram, gatos viram instrumentos musicais (fictícios, claro)
Comentários 4

Ana Ikeda

Já pensou em transformar seu gato em uma gaita? Não, não sobrou um “i” aí no meio: um meme no Instagram está fazendo com que os bichanos sejam usados como instrumentos musicais (de mentirinha).

Segundo o blog do Instagram, a modinha surgiu quando a usuária Julie Amalone (@julieamalone) publicou um vídeo em que aparece tocando ukelele usando a gata, Lily, como se fosse o ‘cavaquinho havaiano’.

Desde então, vários outros vídeos surgiram na rede social com a hashtag #catband. Assista a alguns abaixo (sobe o som!):

Lá do Instagram Blog.


Avó de 86 anos descarta fofura, aposta na ironia e brilha nas redes sociais
Comentários 2

Ana Ikeda

Baddie Winkle, 86, desafia o estereótipo de “vovó fofinha”. Em seus perfis no Twitter e no Instagram, ela aparece só de maiô, tira sarro dos remédios que toma e descreve-se como “a mulher que rouba o seu homem desde 1928”.

Suas contas nas redes sociais, criadas há menos de um mês, já têm milhares de seguidores. No Twitter, usado por Baddie principalmente para publicar suas frases espirituosas, eles são 207 mil. No Instagram, em que a quase nonagenária aparece com suas camisetas tie-dye (e sempre fazendo o símbolo de ‘paz’ com a mão), ela chegou a 40 mil fãs.

Na foto em que aparece de maiô, a legenda diz: “A caminho de roubar o seu homem”:

 Nessa outra, em que está tomando remédios, ela escreve: “Tentando viver um pouco mais”:


Em frente à placa da Igreja Metodista, Baddie diz: “Todos precisamos de Jesus”:

  Ao lado de uma das garçonetes do Hooters, ela diz na legenda: “Que gatinha!”:


Para quem curtiu a “vibe” dessa história, temos mais uma “vovó” (menos ousada que Baddie) que também é sucesso no Instagram para indicar: @grandmabetty33.


Lá do Daily Mail.

Imagem: Reprodução/Twitter.


Saiba como ficaria o seu jantar em família com a chegada do “Google Glass”
Comentários COMENTE

Ana Ikeda

Enquanto ainda imaginamos o que será da humanidade quando o Google Glass sair de “prateleiras” das lojas online diretamente para os rostos das pessoas, um comercial de um banco nos Estados Unidos dá uma dica de quão bizarro isso poderá ser. No vídeo, o jantar em família vira um caos “individual” enquanto pai, mãe e filhos interagem com uma paródia dos óculos inteligentes.

No vídeo (em inglês), a mãe aparece completamente autômata e alheia à família, enquanto olha fixamente para a telinha da imitação de Google Glass e despeja ervilhas nos pratos (e fora deles também).

familia

O pai fica repetindo “vá embora, vá embora”, aparentemente navegando em páginas na internet, até que solta um “marcar favorito!”, gesticulando loucamente com as mãos.

A filha tenta postar fotos do jantar e até um “selfie”, porém não consegue pôr as hashtags nas imagens. O filho simplesmente se entretém jogando algum game de tiro (ele finge atirar com os dedos e estapeia o ar).

No final, quando estão todos gritando porque os óculos “inteligentes” não funcionam, aparece a frase na tela: “Volte ao mundo real”.

Como apontou o “Mashable”, o comercial da First Bank não dá muitas informações sobre o produto (aparentemente é um aplicativo para facilitar o uso do banco online). Mas o vídeo é hilário o bastante para ilustrar a situação bizarra de como seria um jantar em família “à la Google Glass”.

Para quem quer imaginar como ficaria a relação entre casais com a chegada de um óculos inteligente, assista ao vídeo abaixo:

 

 Lá do Mashable.

Imagem: Reprodução/YouTube.


Esqueça o selfie: serviço promete ao turista fotos à la ‘Ilha de Caras’
Comentários COMENTE

Ana Ikeda

Você, viajante, costuma tirar fotos de si mesmo durante as férias de duas formas (em geral): faz selfies – autorretratos — ou pede para uma boa alma ajudá-lo com a câmera enquanto você posa de modelo. Isso já serviria, para grande parte da humanidade, como lembrança da viagem. Mas para aqueles que desejam um ensaio à la “Ilha de Caras”, um serviço promete tirar fotos profissionais das suas férias. Pois é.

A Flytographer oferece um “fotógrafo particular” em 80 cidades ao redor do mundo para que o viajante tenha “fotos em estilo editorial e com toda a família junto” das suas férias.

Por uma sessão de meia hora em um único local, a empresa cobra US$ 250 (R$ 565) para um pacote 15 fotos digitais. Já uma sessão de uma hora em até dois locais, com total de 30 fotos, sai por US$ 350 (R$ 792). A sessão “premium” com duas horas de duração em múltiplas localidades sai por US$ 600 (R$ 1.357!!!) para 60 fotos.

O resultado, segundo fotos divulgadas pelo Flytographer, é esse:

flytographer2flytographer1

A título de comparação, esse é o tipo de foto que a gente encontra no Getty Images (serviço de imagens):

getty2 getyy1

Apesar de o Flytographer propor fotos profissionais, que deixam o viajante com jeitão de “celebridade”, o resultado pode acabar um tanto artificial… de tãooooo “profissional”.

Selfies e fotos pedidas a estranhos nem sempre saem legais, mas ficam mais naturais. A ponto de os seus amigos pensarem, ao olharem as imagens, que você estava mesmo de férias.


Lá do Daily Mail.

Fotos: Divulgação (Flytographer) e Getty Images.


Aplicativo Split avisa quando ex está por perto e indica rota de fuga
Comentários 1

Ana Ikeda

Encontrar o ex por acaso em um restaurante ou no meio da rua não é uma ideia agradável para algumas pessoas. Mas até para evitar essa situação delicada já temos um aplicativo. O Split não apenas diz que o ex-parceiro (a) está por perto como também indica uma rota de fuga.

Gratuito para Android e iOS, o Split funciona conectado ao Facebook, Twitter, Instagram e Foursquare. Ele então usa os dados de check-ins feitos pelo ex-parceiro (a) para avisar da sua proximidade geográfica. Além disso, ele também envia alertas quando o ex confirma que vai a um mesmo evento que você. tec2

Outro recurso mostra as zonas de perigo – locais muito frequentados pelo desafeto, ou seja, onde há grande probabilidade de encontrá-lo. Por último, o aplicativo “dedura” se o ex está acompanhado de outra pessoa.

O criador do Slipt, Udi Dagan, explicou ao “Daily Mail” que teve a ideia de criar o aplicativo há cerca de um ano quando ele encontrou sem querer uma ex-namorada em um bar. “Depois de alguns minutos desconfortáveis, eu apressei meus amigos para sairmos dali e ir a outro pub do lado oposto da rua. E lá eu esbarrei –literalmente – em outra ex. Não foi uma noite legal”, conta.

Para quem acha mais “traumático” encontrar com o ex em outro local — as redes sociais — acompanhe abaixo dicas para apagá-lo (a) da vida digital.

Lá do Daily Mail.

Imagem: Divulgação.


Com truque no Photoshop, usuário se autopromove a ‘bom partido’ do Tinder
Comentários 2

Ana Ikeda

Blake Jamieson, 29, descobriu um jeito bem rápido de conseguir marcar encontros virtuais no Tinder, aplicativo de namoro online. O truque foi simples: com o Photoshop, ele criou uma foto de perfil dando a entender que ele era o “pretendente do dia” indicado pelo Tinder.  O recurso inventado por ele “colou” – ele diz ter arranjado mais de 800 pretendentes.

Para o truque, Jamieson baixou a logomarca do Tinder em alta resolução e criou uma espécie de marca d’água. Ele adicionou a expressão “Match of the day” com uma fonte parecida à usada no nome da rede. Depois, aplicou à foto do perfil:

photoshop

Quem usa o Tinder depende de uma combinação de “likes” para começar a conversar com o pretendente. Um curte o perfil do outro e assim terão a janelinha de chat habilitada. Então, depois de alterar a foto de perfil, Jamieson saiu “curtindo loucamente” todos os perfis sugeridos a ele pelo Tinder. E ficou só esperando “fisgar” as centenas de curtidas de volta.tinder

Algumas usuárias notaram a malandragem de Jamieson. “Por um segundo eu pensei que o ‘pretendente do dia’ era algo do Tinder, mas percebi o que você fez. Bom trabalho!”, escreveu uma delas. Mas a maioria pensou que ele era mesmo um “match” indicado pela rede social.

Apesar de ter conseguido mais de 800 pretendentes, Jamieson notou que o número de mulheres que tomou a iniciativa no chat do aplicativo continuou na “média” anterior. Cerca de 8% delas enviaram mensagens primeiro, segundo estatística criada por ele mesmo.

“Se você é uma das 720 pretendentes que não me enviou mensagem, envie! Eu prometo que irei responder. Eu adoro conhecer gente nova”, escreveu em seu blog, chamado Medium.

Aliás, ele aproveitou para dar o link do site pessoal no perfil do Tinder. O resultado, podemos imaginar, deve ter sido uma audiência bem maior no Medium. E, para terminar, basta dizer que Jamieson trabalha com marketing digital.

#uolbr_geraModulos(‘embed-lista’,’/2014/leia-mais-sobre-namoro-online-1395417244040.vm’)
Lá do Daily Dot.

Imagens: Reprodução/Medium.


Com cães fofos, americano quer bater recorde de selfie do Oscar no Twitter
Comentários COMENTE

Ana Ikeda

O norte-americano Terry Shipman, 66, morador de Beaumont, Texas, se propôs a uma missão praticamente impossível: quer bater o recorde de retuítes da foto “selfie” tirada por atores durante a cerimônia do Oscar no último domingo (2). Contra o feito, pesa o fato de Shipman ser apenas um ilustre desconhecido. A seu favor, o desafiante conta com a ajuda de dois (fofos!) cachorros com quem tirou o autorretrato.

Até a publicação deste post, a mensagem no Twitter com o selfie do Oscar, postado pela apresentadora Ellen DeGeneres, contava com 3,3 milhões de retuítes. Já o selfie de Shipman tinha “apenas” 144 mil retuítes (o que não deixa de ser uma marca memorável para uma não celebridade hollywoodiana).

O site “Business Insider” entrevistou Laura Shipman, 21, filha do desafiante. A jovem afirma que o pai “sempre publica” autorretratos que tira com os cães da família no Facebook e que ele “nem é um usuário tão ativo no Twitter”.

O sucesso do post de Shipman, segundo ela, ocorreu após ela e o irmão retuitarem o selfie, que então foi retuitado por amigos deles e foi se tornando um “viral”. “E as pessoas gostam de velhinhos e cachorros fofos”, disse a filha coruja.

Laura contou ainda ao site que o pai se sentiu “muito ofendido” quando pessoas disseram que o desafio era uma farsa. “Eu juro, o Jimmy Kimmel [comediante norte-americano] não tem nada a ver com isso.”

Lá do Business Insider.