Blog do UOL Tecnologia

Arquivo : whatsapp

WhatsApp testa stickers, filtros para fotos e resposta rápida
Comentários Comente

Fabiana Uchinaka

Preparados para mais novidades que estão sendo testadas pelo WhatsApp? Pelo menos três itens devem receber atualizações: fotos, GIFs e resposta.

A atualização mais bacana parece ser esta: adicionar filtros às suas fotos, como já acontece em aplicativos concorrentes do mensageiro do Facebook.

Os stickers no WhatsApp estão vindo

Segundo o perfil @WABetaInfo, que antecipa no Twitter testes feitos no aplicativo, antes mesmo de eles entrarem na versão beta, os filtros também poderão ser adicionados aos vídeos e GIFs.

A parte de GIFs será “completamente redesenhada”, de acordo com a fonte, e as imagens poderão ser estreladas. Os stickers também devem voltar e receber uma área especialmente para eles.

Gifs também são novidade

Quem usa o sistema iOS, da Apple, também deve receber em breve uma nova configuração dos contatos, abaixo do Status, e o recurso de “resposta rápida”.

Com ele, em vez de colocar o dedo em cima da mensagem e segurar até que apareça a opção “responder”, o usuário só precisará deslizar o dedo para a direita, por cima da mensagem a ser respondida. Veja como, no vídeo abaixo:

Recentemente, o @WABetaInfo também contou que WhatsApp já testa o botão para desfazer o envio, uma ferramenta para ver a localização dos amigos em tempo real e a possibilidade de favoritar conversas no topo com a função ”pin”, que deixaria os chats que você escolheu fixados no topo do aplicativo.

Curtiu? Agora é torcer para os recursos virarem realidade logo.


Sonho está virando realidade: WhatsApp já testa botão para desfazer envio
Comentários Comente

Bruna Souza Cruz

Já faz tempo que circulam rumores de que o WhatsApp anda testando um recurso que te dá alguns minutos para apagar a mensagem enviada. Mas uma nova descoberta feita pelo perfil @WABetaInfo, que antecipa no Twitter testes feitos no aplicativo, mostra que o sonho de muita gente está virando realidade.

O WhatsApp deve inserir nas próximas atualizações a opção “desistir” (unsend) depois do envio da mensagem.

A opção apareceu na versão teste do iOS 2.17.21, sistema operacional da Apple. Ainda não há previsão para que chegue na versão beta ou na oficial, mas os testes estão avançando.

Atualmente, se você apaga uma mensagem, ela some apenas da sua conversa. Com o novo recurso, você pode apagar a mensagem enviada, e o contato não terá acesso a ela.

Claro, não é possível garantir que o seu contato não tenha lido a mensagem enviada. Mas se o arrependimento acontecer segundos depois do envio, a chance de que ninguém tenha visto o conteúdo é bem grande.

Fala se não vai ser ótimo poder apagar uma mensagem enviada antes que o contato a veja? Ainda não há outros detalhes sobre a funcionalidade, mas aguardamos ansiosos a atualização oficial do aplicativo.


Veja também: Seguir pessoas e favoritar conversa: o que pode surgir de novo no WhatsApp


Siri vai te ajudar a ler seu WhatsApp em voz alta em breve
Comentários Comente

Márcio Padrão

Quando você tiver uma nova mensagem no WhatsApp para iPhone, a assistente virtual Siri vai lê-la para você em voz alta e perguntar se você quer responder. Isso será possível em breve. A conta de Twitter @WABetaInfo, que testa o WhatsApp em várias plataformas, postou nesta quarta (18) que a versão 2.17.1 do aplicativo, com disponibilidade prometida para daqui a dois dias (não se sabe se publicamente ou para desenvolvedores), vai trazer essa integração com a Siri.

“Agora a Siri pode ler novas mensagens do WhatsApp (todas as mensagens ou em um único bate-papo somente)”, explica a conta.

Além disso, se você ler uma mensagem usando a Siri, o WhatsApp não atualizará o recibo de leitura –sim, aqueles dois Vs azuis em cada mensagem.

Não está claro se essa integração ocorrerá para o idioma português, mas o changelog (lista que contém todas alterações realizadas em um programa) da versão 2.17.1 e publicado pelo @WABetaInfo inclui “algumas melhorias em várias línguas, a fim de melhorar a compatibilidade com a Siri”.

As versões de teste do WhatsApp para iOS não são fáceis de acessar para o grande público: é preciso fazer “jailbreak” no iPhone, um procedimento que permite fazer alterações de sistema maiores que as permitidas pela Apple –e que podem danificar o aparelho se você não fizer direito.

Para usar o beta do WhatsApp em celulares Android, basta entrar neste link e clicar no botão “Become a tester”. A mensagem “You are now a tester” indicará que você já faz parte do programa beta do aplicativo. Por fim, entre na Google Play Store, localize o WhatsApp e atualize o aplicativo já com a sua mais recente versão beta.

WhatsApp tem brecha que permite ler conversas criptografadas

Tags : whatsapp


WhatsApp deve adotar em breve proteção de conversas com senha
Comentários Comente

Larissa Leiros Baroni

whatsapp

Após a polêmica mudança de sua polêmica de privacidade, o WhatsApp planeja implementar um novo mecanismo de proteção com senhas de seis dígitos para a liberação do acesso ao aplicativo.

A informação foi divulgada pelo site Android Authority, que teve acesso a um programa de tradução dos textos padrões do WhatsApp. As frases traduzidas do inglês para o holandês incluem “Digite o atual código de seis dígitos“, “Senhas não coincidem. Tente de novo” e “Insira um endereço de e-mail recuperação“.

Bons indicadores do que pode estar por vir, não? Não está claro, no entanto, se o recurso de senha será opcional ou obrigatório.

Mas o uso de um e-mail de recuperação, como sugere a publicação, tende a ser opcional. O recurso possivelmente será usado para garantir que os usuários possam recuperar as suas senhas mediante o esquecimento.

Vale lembrar que já há diversos aplicativos externos –e sem nenhum relação com o WhatsApp– que possibilitam a inclusão de senhas para a abertura do app, que mesmo sendo criptografado de ponta-ponta não está a salvo de bisbilhoteiros.

 


Rumor: WhatsApp pode lançar verificação de usuário por e-mail
Comentários Comente

Márcio Padrão

O WhatsApp costumar verificar contas com um SMS enviado ao número de telefone cadastrado pelo usuário. A mensagem traz uma senha de seis dígitos que ao ser colocada no app, o login é completado. Mas um vazamento indica que a equipe do WhatsApp estuda ampliar a segurança dessa verificação, introduzindo uma confirmação por e-mail.

Uma imagem vazada pelo site MSpoweruser mostra um e-mail enviado a um usuário com um tipo de FAQ (perguntas mais realizadas) com questões como “Entre com seu endereço de e-mail”, “Confirme seu endereço de e-mail”, “Crie uma senha de seis dígitos” e “Adicione um endereço de e-mail se você esqueceu sua senha, para recuperá-la”.

As mudanças a princípio seriam testadas na versão para Windows Phone, para só depois ser expandida para as plataformas iOS e Android.

O recurso funcionaria da seguinte forma: após o procedimento padrão de autenticação com o número de telefone, a pessoa pode optar por criar seu próprio código de seis números, mas para isso precisaria cadastrar um endereço de e-mail. Este seria verificado pelo app com o envio de uma mensagem. Após esta verificação, o usuário estará apto a criar sua própria senha.

Este recurso –chamado de verificação em dois passos– ainda não foi confirmado oficialmente pelo WhatsApp e por isso seu lançamento não é garantido: pode ser apenas um experimento.

É fato, porém, que a segurança dos usuários é um item caro ao WhatsApp, vide a criptografia ponto-a-ponto usada por eles e a longa polêmica contra a Justiça brasileira para abertura de dados para investigações criminais.


Já era hora, não? WhatsApp está a um passo de ganhar suporte a GIFs
Comentários Comente

Larissa Leiros Baroni

whatsapp

Os GIFs estão a um passo de invadir o WhatsApp, segundo a conta no twitter @WABetaInfo, que já ganhou fama por antecipar as atualizações da plataforma.

Segundo a publicação, o aplicativo, que já está bastante atrasado em relação aos concorrentes Telegram e Facebook, passaria a liberar em suas próximas atualizações o compartilhamento de imagens animadas com a reprodução automática.


O recurso, em um primeiro momento, seria disponibilizado apenas para usuários iOS, na versão beta 2.16.7.1. Posteriormente, o suporte a GIFs também seria liberado para Android e Windows Phone.

O WhatsApp não confirmou a informação. Ainda assim, a opção se mostra mais do que necessária em um aplicativo bastante limitado, que restringe seus compartilhamentos a fotos, vídeos, áudios e documentos (PDF e Pacote Office).


Novos boatos sobre o WhatsApp Plus voltam a circular em verdadeiro WhatsApp
Comentários Comente

Larissa Leiros Baroni

whatsapp

Uma nova mensagem com boatos sobre o WhatsApp Plus tem circulado pelo verdadeiro WhatsApp. No texto, o alerta sobre a possibilidade de o app monitorar as conversas do usuário, bem como de danificar o smartphone.

Com um tom alarmista, a mensagem ainda pede que os usuários “não atendam de jeito ligações do celular (84) 9131-6949”. Segundo o boato, todos os números que atenderam a chamada foram clonados. Não há, no entanto, nenhum relato oficial que comprove essa história.

Vale lembrar que o WhatsApp Plus não é um aplicativo original do mensageiro e o verdadeiro WhatsApp não oferece nenhum tipo de suporte para o serviço. Em sua página oficial, o app comprado pelo Facebook diz que o “concorrente” não foi desenvolvido ou autorizado pelo WhatsApp.

O mensageiro ainda faz o alerta: “Por favor, tenha em mente que o WhatsApp Plus contém códigos fonte os quais o WhatsApp não garante serem seguros, e também não garantimos que suas informações pessoais não estejam sendo repassadas a terceiros sem que você saiba, ou sem sua autorização.”

O WhatsApp também tem “punido” os usuários que instalam o WhatsApp Plus, bloqueando-os por 24 horas. Para voltar a utilizar o serviço, será necessário baixar o app novamente ao fim do prazo do castigo.


Presidente da Anatel diz ser usuário assíduo do WhatsApp
Comentários Comente

Larissa Leiros Baroni

anatel

A popularidade do WhatsApp entre os brasileiros alcançou inclusive o presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), João Rezende, que se diz usuário assíduo do aplicativo de bate-papo.

“Uso bastante”, relatou em entrevista ao UOL Tecnologia. Ele afirmou recorrer ao app diariamente, mas não detalhou a finalidade –para fins profissionais, pessoais ou ambos. “É uma ferramenta bastante útil e prática.”

Rezende diz preferir as mensagens de textos às chamadas de voz. “Pouco faço ligações pelo WhatsApp, talvez por não ter me acostumado com o recurso, que, na minha opinião, ainda é instável.”

O aplicativo tem sido alvo de algumas das principais operadoras de telefonia móvel do país, que o acusam de se apropriar “indevidamente” do número de telefone móvel do usuário, outorgado pela Anatel, e “pago” pelas operadoras.

Rezende afirma que o serviço não é ilegal e se diz contrário a qualquer regulamentação do app. Segundo ele, a solução para o impasse seria “baixar as tributações das teles” e não “engessar o mundo da internet”.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>