Blog do UOL Tecnologia

Arquivo : Apple Store

Primeiro comprador de iPhone na Austrália derruba gadget durante entrevista
Comentários Comente

Guilherme Tagiaroli


O jovem australiano Jack Cooksey foi o primeiro comprador do iPhone na cidade de Perth (Austrália). Como sempre ocorre, o autor do feito, que geralmente passa a noite toda em frente a uma loja da Apple, foi ciceroneado pela mídia local.

Um telejornal local entrevistou Cooksey logo após deixar a loja com seu novo iPhone 6. No entanto, ele estava tão nervoso durante a situação que, ao tentar abrir a caixa do seu novo smartphone, o aparelho caiu com a tela virada para baixo. A repórter que o entrevistava ficou em pânico. O público que estava na fila gritou de dó.

Para a sorte do australiano, o smartphone tinha uma espécie de camada que protegeu a tela. Já pensou como seria chato se o aparelho fosse danificado?

australiano

Após incidente, Jack Cooksey mostra que seu iPhone 6 está intacto

Os novos iPhones começaram a ser vendidos nesta sexta-feira (19) nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Hong Kong, Japão, Porto Rico, Cingapura e Reino Unido. Durante a pré-venda, a Apple disse que vendeu mais de 4 milhões de aparelhos iPhone 6 e iPhone 6 Plus.


__

Lá do site australiano “Perth Now”


Mulher “surta” em loja da Apple ao saber que não pode ser atendida sem marcar horário
Comentários Comente

Ana Ikeda

Clientes podem ficar (bem) nervosos ao procurarem atendimento em uma loja e não conseguirem. Foi mais ou menos o que ocorreu com essa consumidora da Apple em Los Angeles (EUA). Como assim Apple? Pois é, a empresa conhecida por tratar seus clientes a “pão de ló” na Apple Store foi a “vítima” da reação nervosa abaixo, imortalizada em um vídeo do Vine (veja abaixo):

[uolmais type="video" ]http://mais.uol.com.br/view/14621462[/uolmais]

A mulher, ainda não identificada, fica uma fera ao saber que não poderá ser atendida porque não marcou um horário no Genius Bar (local dentro da Apple Store com funcionários que tiram dúvidas e ajudam clientes), procedimento padrão nas lojas mundiais da fabricante.

Segurando no carrinho de bebê, ela grita: “O Apple Care me disse que eu poderia entrar na loja e conseguir as peças!”. A cena fica ainda mais bizarra com o murro que a cliente dá no tal carrinho (que não tem culpa nenhuma na história).

O Apple Care é um serviço de suporte aos clientes. Provavelmente, o que o atendente quis dizer é que a cliente poderia ser atendida direto numa Apple Store – bastaria agendar um horário antes pelo site da empresa (e no conforto do lar) e ir ao Genius Bar ao chegar à loja.

O vídeo se tornou viral na internet (e como não se tornaria?) — até os Backstreet Boys brincaram com a situação no programa de TV do apresentador Jimmy Kimmel (assista aqui à música que fizeram).

A situação me fez lembrar um trechinho de uma música do grupo, que poderia definir bem a relação da Apple com seus consumidores no mundo — não muito o caso da mulher do carrinho de bebê. Ei-lo traduzido: “Não me importa quem você é [cliente], de onde você vem, o que você fez, desde que você me ame [Apple].

Lá do Mashable.

Imagem: Reprodução/Vine e Reprodução/YouTube.


Fã da Apple transforma escritório em réplica de loja oficial da marca
Comentários Comente

Guilherme Tagiaroli


Não bastasse o processo de evangelização dos fãs da Apple, um chinês decidiu ir além e transformar o próprio espaço de trabalho, em sua casa, em uma réplica de uma Apple Store (lojas oficiais da marca). Diferente de outros espertalhões na China, que montaram réplicas de lojas para vender produtos.

“Podem me chamar de louco. Mas há mais ou menos três meses eu acordei e decidi renovar completamente meu escritório de casa”, disse David Wu, o autor da façanha.

O quarto conta com todos os elementos de uma Apple Store: bancadas e prateleiras de madeira, caixas e mais caixas de produtos, uma Apple TV conectada a um televisor, e até uma impressora sem fio (ao comprar algo em uma loja da Apple, o consumidor pode receber a nota impressa ou recebê-la por e-mail).

Apesar de não relatar o quanto gastou, Wu diz que as caixas de produtos utilizadas nas prateleiras foram de produtos que ele próprio adquiriu. “A maioria das caixas (não todas) é de produtos Apple que fui comprando com o tempo e consegui guardar. Ao todo, tenho 20 iCoisas funcionando.” Ou seja, ele não gastou pouca coisa nesses últimos anos.

Veja abaixo algumas imagens disponibilizadas no blog de David Wu de seu escritório inspirado em uma Apple Store:

 

_______
Lá do blog do David Wu (em inglês)
Imagem: Reprodução


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>