Blog do UOL Tecnologia

Categoria : Como assim?

Conspiração? Site mostra onde você estaria no outro lado do globo
Comentários 28

Márcio Padrão

Terraplanistas! Globalistas! A internet virou cenário para uma batalha que supostamente estava resolvida desde o século 17: decidir o formato do planeta Terra. A teoria sobre a conspiração da Terra plana tem ganhado força, mas este site não apenas refuta isso como é um bom passatempo para entender a lógica do globo terrestre.

O Antipodes Map usa duas janelas com a plataforma Google Maps e um campo de busca para você dar seu endereço físico atual. Caberá ao site encontrá-lo no mapa à esquerda, e à direita vai mostrar a antípoda, isto é, o ponto diametralmente oposto da Terra onde você se localizaria. Mais ou menos como “cavar um buraco tão fundo que chegaria até a China” –quem nunca brincou disso na infância?

Por exemplo, se colocamos o endereço do UOL em São Paulo, o site nos mostra que estaríamos… afogados no Oceano Pacífico, entre o Japão e as Filipinas. Ele aponta até as coordenadas com latitude e longitude, caso queira navegar até lá e cavar o buraco no sentido oposto.

O mais lúdico é que um bonequinho aparece nos dois mapas para exemplificar: em um ponto, está ele com a cabeça enfiada no chão como um avestruz; no outro, apenas a cabeça aparece para mostrar o final do buraco.

O site ainda traz algumas curiosidades sobre esse exercício de geografia:

  • As duas maiores áreas antipodais humanas estão localizadas no Leste Asiático (China , Mongólia) e América do Sul (Argentina e Chile).
  • As maiores massas de terra antipodal são o Arquipélago Malaio (Indonésia, Filipinas e Nova Guiné), que é antipodal para a Bacia Amazônica e áreas andinas adjacentes.
  • O continente australiano é a maior massa terrestre com seus antípodas inteiramente no oceano.
  • A maioria dos locais na Terra não tem antípodas terrestres.
  • Por definição, o pólo norte e o pólo sul são antípodas.

Vivendo e aprendendo.


Como uma caixa de Big Mac pode ser o melhor amigo do fotógrafo de celular
Comentários 4

Márcio Padrão

Ter os acessórios ideais para se tornar um fotógrafo profissional é algo caro, demorado e de difícil acesso –muitos deles só vendem no exterior, por exemplo. Mas o francês Philippe Echaroux subverteu esse paradigma ao usar só uma lanterna barata, um canudo e uma caixa de Big Mac para tirar alguns retratos muito bons com seu iPhone. O resultado está no vídeo abaixo.

Ele se impôs esse desafio para mostrar às pessoas que nem sempre é necessário um equipamento de ponta para criar boas fotos. Veja abaixo o resultado da foto do senhor que aparece na primeira foto deste post.

Echaroux, que é um famoso fotógrafo de celebridades francesas, afirma que a parte mais difícil do projeto era não se sentir estúpido na frente das pessoas que fotografou.

Mas é importante ressaltar que essa foi a engenharia física da coisa. Na pós-produção, ele usou três aplicativos de fotos –VSCO, Photoshop FIX e Lightroom Mobile– para melhorar o resultado final. Tudo foi feito no próprio telefone.

Conheça mais trabalhos de Echaroux no site do fotógrafo.


Celular da Samsung de 2014 grava sua (suposta) queda do céu; assista
Comentários 10

Márcio Padrão

O Galaxy S5 foi um celular top de linha lançado pela Samsung em 2014 e que na época recebeu boas críticas por seu processador quad-core que atingia até 2,5 GHz de velocidade (isso é rápido até hoje), além dos 2 GB de RAM e câmera de 16 MP. Mas agora sabemos que ele também aguenta cair de um avião.

No vídeo abaixo, postado no domingo (13), vemos um Galaxy S5 cair de um avião de pequeno porte enquanto a câmera continua a filmar. Com a turbulência, o aparelho escapa da mão de seu dono, Blake Henderson, e cai por uma boa altura (nos comentários fala-se em 1.000 pés, ou 304 metros) por alguns segundos até parar em um gramado.

Após alguns minutos abandonado, o celular é achado por dois homens que começam um diálogo do tipo “Esse celular é seu?” Não, o meu tá no bolso”. Como o vídeo foi postado na íntegra no YouTube por Robert Ryan, sobrinho de Henderson, entendemos que o celular foi devolvido ao seu dono.

É claro que há a chance disso ser um golpe publicitário da Samsung, mas que o resultado ficou legal, ficou. Ainda mais considerando que smartphones via de regra não são famosos por sua alta resistência.

Tags : samsung


Loja ambulante: mulher é presa na China com 102 iPhones grudados no corpo
Comentários 34

Márcio Padrão

Oficiais da alfândega de Shenzhen, na China, prenderam na terça-feira passada (11) uma mulher com 102 iPhones e relógios presos ao corpo, o que a deixou 20 quilos mais pesada. A imprensa do país a apelidou de “Mulher de Ferro”.

Os funcionários da alfândega pararam a suspeita depois de estranhar um “inchaço” no corpo dela, além de ter acionado o alarme no detector de metais. Os oficiais fizeram uma vistoria e descobriram os iPhones de vários modelos e 15 relógios de pulso de luxo.

Como Shenzhen faz fronteira com Hong Kong, funcionários da alfândega do aeroporto vêm prendendo vários contrabandistas ao longo dos anos.

O recorde de contrabando de iPhones na China foi registrado em 2015, com 146 celulares da Apple atrelados ao corpo. Naquele mesmo ano, outro cara tentou passar com 94 iPhones. São praticamente lojas da Apple ambulantes.


Tecnologia x suvaqueira: empresa inventa acessório que mede nível de suor
Comentários COMENTE

Márcio Padrão

Smartphones podem ser muito reativos ao ambiente graças a peças como câmeras, giroscópio e GPS, mas um ponto fraco deles sempre foram os odores. Mas uma empresa de tecnologia japonesa chamada Konica Minolta começou a vender um aparelho adicional, operado via app de celular, que poderá (em tese) cheirar nossos corpos e detectar se estamos fedendo a suor.

Com esse invento, chamado Kunkun Body, as pessoas poderão testar três categorias de cheiro ao redor do corpo. O tal aparelho, que parece um gravador, se conecta por Bluetooth ao app. Este, por sua vez, divulga os resultados do exame discretamente, para que a vítima possa sair de fininho para atualizar a dose do desodorante ou tomar um banho.

Mais conhecida pela produção de câmeras e impressoras, a empresa acredita que existe um mercado para o “verificador de cheiros” no Japão porque os nativos do país são “particularmente sensíveis ao cheiro”, segundo disseram ao jornal britânico “The Guardian”. Há até uma palavra em japonês para o comportamento de irritar pessoas no escritório de propósito (!) com a suvaqueira: sumehara, ou “cheiro de assédio”.

O repórter do “Guardian” Daniel Hurst se submeteu ao aparelho após andar 30 minutos no sol de Tóquio a caminho de evento de lançamento do produto. E uma análise atrás da orelha dele revelou leituras elevadas de cheiros de suor e odores de gordura média. Não houve, no entanto, nada detectado na categoria ‘kareishū’ – o que se traduz como “cheiro de idade”, um odor associado a pessoas mais idosas.

A empresa disse que não tinha planos para vender o dispositivo fora do Japão. Uma pena, pois talvez fosse bastante útil para medir o fedor das pessoas nos metrôs, ônibus e trens brasileiros.


Usar o pênis para fazer login? É o que esta empresa está prometendo
Comentários 3

Márcio Padrão

As empresas de tecnologia estão em uma corrida silenciosa para melhorar a segurança dos dispositivos pessoais. O exemplo clássico disso são os smartphones, que há alguns anos vêm investindo em sensores de impressão digital, e mais recentemente, em reconhecimento dos olhos pela íris. Mas a CamSoda, plataforma de vídeos sensuais por webcam, pode ter ido um pouco longe demais.

Chamada apropriadamente de “Dickometrics” (“pauzômetro” em tradução livre), a tecnologia diz ter criado uma tecnologia de reconhecimento de pênis.

É isso mesmo: o usuário poderá usar uma foto do seu pênis no lugar de uma senha tradicional. Então, quando ele fizer o login, a empresa usará seu revolucionário recurso para combinar a imagem do pênis com a foto inicial do membro cadastrada no perfil do usuário.

Segundo comunicado à imprensa estrangeira de tecnologia, Darren Press, vice-presidente da CamSoda, justificou o uso do recurso: “Assim como a digital e o globo ocular, o pênis possui muitos fatores diferenciadores como tamanho, cor e protrusão de veia. No entanto, ao contrário das digitais e olhos, eles não são expostos ao público o maior tempo e são mantidos sob roupas e compartilhados com seus entes queridos –para quem é presumivelmente confiável”.

A empresa diz que a foto de um pênis ereto é “preferível”, pois há mais “qualidades diferenciadoras para a verificação”. Isso causaria um problema: e se o usuário quiser acessar rapidamente e ainda não conseguiu “alcançar esse nível”?

Além disso, as usuárias mulheres ainda não podem usufruir dessa tecnologia por razões óbvias. Mas a CamSoda prometeu “planos para desenvolver tecnologia similar para mulheres”. Reconhecimento de vulvas a caminho?

Na verdade, é bom frisar que a Camsoda não deu mais detalhes sobre a tecnologia ou em que plataformas funcionaria, portanto veja essa história com alguma desconfiança. A empresa não tem aplicativo móvel nas lojas oficiais App Store (iOS) e Google Play (Android). Usuários fazen login pelos meios “normais” no site da empresa para computadores mesmo.

Em nossas pesquisas, achamos um app deles no site AppsGeyser, no qual você baixa o pacote de instalação para o celular –só funcionaria em Androids, portanto.

Dito tudo isso, fica a pergunta:

Tags : sexo webcam


Cama tecnológica promete deixar marido e mulher na temperatura certa
Comentários COMENTE

Márcio Padrão

Quem é casado (a) e dorme em cama para dois sabe o drama que é manter a temperatura ideal para ambos. Se o marido é calorento, a esposa é friorenta, ou vice-versa. Ou quando um puxa mais o lençol para se cobrir para fugir do frio, mas deixa a outra pessoa descoberta?

Essa invenção chamada Smartduvet Breeze promete acabar com isso. O UOL Tecnologia já falou sobre a primeira cama da Smartduvet, lançada na plataforma de arrecadação Kickstarter no final de 2016, que já trazia a invejável função de arrumar o edredon sozinho. Agora essa nova cama faz isso e ainda esquenta cada lado da cama de casal de forma independente, de acordo com o que cada membro do casal deseja.

Assim como na primeira cama, esse novo produto também foi lançado em plataforma de arrecadação (no caso a Indiegogo), onde a empresa canadense esperava arrecadar US$ 20 mil para se tornar realidade. “Esperava” porque já superou bastante a meta: obteve US$ 197 mil até o momento em que esse texto foi publicado. A campanha se encerra daqui a 23 dias.

O edredon da Smartduvet Breeze é um tipo de cobertor recheado de ar e que se conecta a uma caixa de controle, que você pode esconder debaixo da cama. Essa caixa tem a função de controlar a intensidade de calor para cada metade do edredon. Como de praxe em produtos de casas inteligentes, o controle é feito por um app no celular do usuário.

A vantgem desse projeto, segundo os donos da empresa, é economizar o gasto de energia com ar condicionado ou aquecedor no quarto inteiro.

E quanto custa? Por enquanto, quem comprar antecipadamente pagará US$ 199 (R$ 666 na conversão direta). Já quando estiver à venda no varejo, a empresa deve adotar o preço de US$ 359 (R$ 1.200).


Estas fotos horríveis podem arruinar fama do celular do criador do Android
Comentários 2

Márcio Padrão

Na semana passada, o UOL Tecnologia falou do lançamento do Essential PH-1, ou Essential Phone, celular lançado pela Essential, a nova empresa de Andy Rubin, cocriador do sistema operacional Android. Ficamos empolgados com as novidades do aparelho, como visual bonito, tela “infinita”, recursos modulares e câmera potente… tudo isso pelo menos no papel, já que ainda não vimos o aparelho de perto.

Pois sobre a câmera especificamente, um fato novo pode ter nos deixado bem desconfiados sobre o Essential Phone. O presidente da Essential, Niccolo de Masi, divulgou no seu perfil do Twitter duas fotos para mostrar a qualidade de imagem da câmera dupla de 13 MP. “Horizonte capturado com meu Essential”, disse orgulhoso.

#uolbr_geraModulos(‘embed-foto’,’/2017/foto-registrada-com-camera-do-essential-phone-decepciona-fas-do-smartphone-no-twitter-1496760235821.vm’)

Mas as fotos, mostradas neste post, são terríveis na nossa opinião. Dá para perceber facilmente, sobretudo na área do céu, “ruídos de imagem” acima da média, quando a imagem fica cheia de “quadradinhos” resultantes de uma digitalização deficiente, que por sua vez é causada pela pouca entrada de luz. Além disso, os prédios ficaram bastante escuros, e as áreas iluminadas “estouram”.

Um detalhe é que de Masi apagou o tuíte com essas fotos pouco após a má repercussão.

Nessas duas imagens temos praticamente um resumo dos principais problemas que afligem os smartphones de celulares. Se a primeira impressão é a que fica, a Essential vai penar para nos convencer de que a câmera é boa mesmo.

Temos ainda alguns vídeos gravados com a câmera em 360° que será um acessório modular do Essential Phone. Apesar de sabermos que esse tipo de gravação ainda está sua face de aceitação e experimentação, os vídeos parecem estar levemente desfocados. Se você mudar a resolução para 4K, vai melhorar um pouco, mas não o suficiente para melhorar esse foco.

Disponível em quatro cores (preto, chumbo, branco e verde), o Essential Phone é vendido promocionalmente nos EUA com a 360 Camera por US$ 749 (R$ 2.443), e sozinho por US$ 699 (R$ 2.280). São preços de celular top de linha lá fora, como o iPhone 7 e o Galaxy S8. Você pagaria tanto em um celular cuja câmera fará esses registros?


Mundo mais conectado e distante? Facebook aposta até em “festas virtuais”
Comentários 1

Gabriel Francisco Ribeiro

Cada pessoas terá seu próprio avatar no mundo virtual do Facebook (Crédito: Reprodução)

Se você acha que redes sociais como Facebook deixaram as pessoas mais distantes umas das outras e conectadas apenas pelo mundo virtual, isso pode ser levado a um novo nível pela empresa de Mark Zuckerberg. No primeiro dia da F8, sua conferência anual, a companhia apostou suas fichas na realidade virtual e na realidade aumentada.

A expectativa do Facebook, que investe forte na tecnologia de realidade virtual desde o ano passado, é que os usuários “aproveitem experiências sociais em uma realidade virtual”. Ou seja: será a famosa sensação de proximidade uma pessoa, mesmo estando absurdamente distante dela. Isso já acontece atualmente com o Facebook, mas pode ser levado a novo nível.

Festas virtuais? Sério?

Uma das principais novidades apresentadas pelo Facebook é o Facebook Spaces. Isso basicamente será uma forma das pessoas se encontrarem com amigos por meio de uma dimensão digital. Ou seja: cada um em sua casa poderá colocar seu óculos de realidade virtual (Oculus Rift ou Samsung Gear VR com respectivos controles) e se encontrar para conversar em um mundo virtual.

As pessoas terão seu próprio avatar para deixar o personagem no óculos mais parecido com você, a partir de suas fotos no Facebook – e se você não tem VR, pode participar da conversa por meio de videochamada do Messenger. A chefe de VR do Facebook, Rachel Franklin, chegou a afirmar que a realidade virtual tem o potencial de ser “a mais poderosa plataforma social”.

Avatar será baseado em fotos do usuário no Facebook (Crédito: Reprodução)

Por enquanto, o “encontro virtual” está em estágio rudimentar e funciona apenas com as pessoas sentadas em volta de uma mesa para evitar que as pessoas saiam andando por aí. Ferramentas na sua frente te dão acesso a qualquer coisa arquivada em seu Facebook (fotos, vídeos, vídeos em 360 graus), assim como pau de selfie para tirar fotos do seu grupo no mundo virtual e uma caneta para escrever coisas no ar.

No vídeo apresentado no evento, houve até uma festa surpresa organizada por amigos no mundo virtual (veja mais no vídeo abaixo). Isso aparenta ser uma coisa bem triste e impessoal se virar uma tendência no mundo futuramente.

Por um lado, essa ferramenta poderia ser útil para unir amigos ou familiares longe em um espaço que consigam interagir com várias ferramentas. Mas peca (e pecará) muito pela falta de interação humana – e isso pode apenas fazer a saudade aumentar. Se as videochamadas, em que estamos ao menos vendo o outro em carne e osso, já deixam esse sentimento, imagine um mundo totalmente virtual.

A intenção do Facebook para o futuro é ir muito além no Spaces. Há a possibilidade de o computador transmitir simultaneamente todos os seus movimentos – a versão atual é “1%” do que a rede social quer.

Realidade aumentada também ganha importância

Uma outra tecnologia que tomou muito tempo na conferência do Facebook foi a realidade aumentada, que ganhou mais fama graças ao jogo Pokémon GO. A rede social, que atualmente já passa a ser muito mais do que isso, ofereceu diversos exemplos de como pode ajudar a moldar um mundo com uma realidade aumentada mais presente em nossa rotina e chamou a tecnologia de “o início de uma nova plataforma”.

O Facebook, por sinal, lançou uma plataforma de efeitos de câmera para que desenvolvedores possam explorar tecnologias como a realidade aumentada na câmera do Facebook. Um exemplo dado foi que se você faz um vídeo ao vivo de um evento esportivo, o filtro de realidade aumentada pode reconhecer o que está acontecendo e adicionar efeitos de acordo com o momento.

É claro também que houve exemplos bizarros e sem sentido. Um deles é de uma mulher deixar um recado digital para o marido na geladeira, que pode ser visto apenas pelo smartphone. Sério, qual o problema de simplesmente deixar um recado físico em papel na geladeira? Faz muito mais sentido e é bem mais prático.


Está estressada? Um sutiã pode ajudar a amenizar o problema
Comentários COMENTE

Bruna Souza Cruz

O que você acha de unir bem-estar e redução de estresse com práticas de respiração? O projeto de um sutiã inteligente parece ter esta finalidade.

Criado por Cindy Gu, ex-estudante de engenharia mecânica e instrutora de yoga, o sutiã Vitali consiste numa espécie de top de ginástica com sensores que medem a variabilidade da frequência cardíaca, o fluxo de respiração e ainda indica quando a sua postura está irregular.

Os sensores ficam concentrados num pequeno dispositivo– que mais parece um sabonete. Caso os batimentos do coração, respiração e/ou postura entrem em modos diferentes do seu padrão, o dispositivo promove uma leve vibração sobre o corpo. É a sua forma de avisar que algo não está bem.

O objetivo é que para resolver os problemas de estresse você tente combinar sua respiração com os efeitos sonoros do sutiã, inspirando e respirando dentro do ritmo estipulado pelo Vitali, até voltar ao normal. A ciência já provou que respirar fundo realmente acalma.

Meditação

O sutiã inteligente também serve para você  praticar exercícios de meditação quando quiser. Segundo a companhia, você pode configurar o aplicativo que vem junto com ele para determinar o tempo e a frequência com que você fará os exercícios de respiração e atenção plena.

Cindy Gu descobriu os benefícios da meditação enquanto se recuperava de um período de depressão. Foi então que a ideia de algo que ajudasse na prática foi sendo desenvolvida.

No caso de uma má postura, o Vitali emite uma vibração para lembrar que é preciso corrigir a postura.

O dispositivo acoplado no sutiã pode facilmente retirado para a lavagem da vestimenta, de acordo com a empresa. Além disso, sua bateria dura até dois dias e sua recarga é via carregador portátil via USB.

Vaquinha online

Para viabilizar a produção e venda do sutiã, a fundadora lançou hoje (11) uma campanha na internet e deseja arrecadar US$ 50 mil até 16 de maio.

Será que ela vai conseguir? A ideia do sutiã é, no mínimo, interessante.

Uma das recompensas para quem ajudar na “vaquinha virtual” é comprar o produto mais barato. O preço de varejo calculado foi de US$ 249 dólares, mas é possível pagar US$ 120 se a compra for feita nesta fase de arrecadação de recursos.

A entrega estimada é para fevereiro de 2018 e eles prometem o envio para “qualquer lugar do mundo”.